Notícias

Despedida de Marielle e Anderson se torna ato de mobilização

Despedida de Marielle e Anderson se torna ato de mobilização

Despedida de Marielle e Anderson se torna ato de mobilização

O velório da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do seu motorista, Anderson Pedro Gomes, se torna um ato de mobilização política contra o genocídio da população negra.

Do Globo:


Milhares de pessoas acompanham o velório de Marielle Franco (PSOL), assassinada na noite da quarta-feira, no Centro do Rio. O corpo da vereadora chegou à Câmara Municipal de Vereadores, na Cinelândia, sob fortes aplausos. Ela era aguardada ao som de “Eu sozinha ando bem, mas com você ando melhor, companheira me ajuda, que eu não posso andar só”, cantado pela multidão presente, além de gritos de “quem mexeu com a Marielle atiçou o formigueiro” e “Marielle, presente!”. O nome do motorista Anderson Pedro Gomes também foi entoado.

O cortejo da parlamentar assassinada passou por um cordão de isolamento, na escadaria da Câmara, formado por mulheres negras à frente e outras milhares de pessoas atrás. Uma das mulheres que formavam o cordão de isolamento, a vereadora Cris Gêmeas, do PCdoB de Mesquita, disse que a corrente humana que recebeu o corpo de Marielle simboliza o respeito à negritude.

(…)


Deixe um Comentário!