Notícias

Aécio evita aviões de carreira para não ser hostilizado

Aécio evita aviões de carreira para não ser hostilizado

Aécio evita aviões de carreira para não ser hostilizado – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com o ex-governador de Minas, Alberto Pinto Coelho, Aécio tem viajado em voos fretados, pagos por amigos, porque não consegue mais sair às ruas e muito menos embarcar em avião de carreira sem ser hostilizado.

Da Rádio Poli de Poços de Caldas:


Depois de ter sido desalojado da presidência do PP em manobra atribuída ao senador Aécio Neves, o ex-governador Alberto Pinto Coelho assinou ontem pela manhã, ficha de filiação no PPS. Em off o ex-governador confessa que Aécio tem sido o grande entrave para composições do PSDB com outros partidos, só que ninguém tem coragem suficiente para enfrenta-lo e dizer cara a cara que na condição em que se encontra, acusado de corrupção, ele mais atrapalha do que ajuda e faria um grande favor ao grupo se fosse prá casa ou então disputasse uma cadeira na Câmara Federal. Aécio tem viajado em voos fretados, pagos por amigos, porque não consegue mais sair às ruas e muito menos embarcar em avião de carreira sem ser hostilizado.

Candidato ao Senado

O ex-governador se filiou ao PPS duas semanas depois de ser destituído da presidência do PP por uma articulação do Diretório Nacional da Legenda. Irritado com a manobra, que teve como objetivo uma aproximação com a pré-candidatura do deputado federal Rodrigo Pacheco (MDB) ao governo, Pinto Coelho se desfiliou dizendo repudiar o oportunismo no partido. Alberto Pinto Coelho chega ao PPS para ajuda na tentativa de reunir a antiga base aliada aos senadores, Aécio Neves e Antonio Anastasia, do PSDB. Nos bastidores, o nome de Pinto Coelho é defendido para o Senado.


Deixe um Comentário!