Política

Huck: “Vou ali chorar um pouquinho e já volto”

Huck: “Vou ali chorar um pouquinho e já volto”

Huck: “Vou ali chorar um pouquinho e já volto”

Apresentador estaria triste por interromper os planos para a candidatura à presidência da República. A amigos, ele tem dito que é como se tivesse interrompido uma gravidez.

Saiu na coluna de Monica Bergamo, na Folha:


Luciano Huck está triste “como quem interrompe uma gravidez” por ter desistido de disputar a Presidência, diz um de seus mais próximos interlocutores.

“O corpo todo se preparava e se movia para a chegada dessa nova vida. E ela teve que ser interrompida. É frustrante”, completa o amigo do apresentador.

“Vou ali chorar um pouquinho e já volto”, disse o próprio Huck a colegas que conversaram com ele depois da decisão.

Mais de uma pessoa que convive com o apresentador afirma que ele estava entusiasmado como nunca para se candidatar à Presidência.

Já fazia planos e acreditava que poderia, em cem dias de governo, aprovar reformas e injetar um novo ânimo no país.

O apresentador achava ainda que, recém-eleito e com altos índices de popularidade, poderia convencer o Congresso a apoiar as boas ideias que imaginava que tinha.

Confiava também que poderia carregar com ele uma boa bancada de parlamentares eleitos por movimentos de renovação que o apoiam.

De acordo com esses relatos, Huck acredita verdadeiramente que a geração dele deve participar da vida pública e que a chance estava dada.

Tudo veio abaixo depois da pressão da TV Globo para que ele anunciasse de uma vez a sua decisão, o que implicaria em deixar a emissora. A própria mulher dele, Angélica, corria o risco de perder o programa que comanda.

Huck teria percebido também que a campanha presidencial não seria um passeio: desde a semana passada, começou a ser questionado sobre a compra de um avião particular com financiamento do BNDES e sobre o uso de leis de incentivo para projetos sociais.

Mesmo amigos dele se manifestavam contra o desejo. A atriz Claudia Raia, por exemplo, disse à coluna que torcia para que o apresentador não se elegesse e para que sequer quisesse concorrer.

Outro ator, Marcelo Serrado, afirmou que não votaria em Huck porque identificava mais preparo em outros candidatos para exercer a Presidência da República.


Deixe um Comentário!