Esportes Mídia

Depois de romper contrato, a Globo critica Neymar

Depois de romper contrato, a Globo critica Neymar

Depois de romper contrato, a Globo critica Neymar

Durante as Olimpíadas Rio 2016, ele foi praticamente ignorado pela emissora, que não poupou críticas por meio de Galvão Bueno, deixando Ronaldo em saia-justa. Começou ali…

Do TV Foco, por Lucas Medeiros:


A Globo contava com um contrato de exclusividade com Neymar durante a Copa do Mundo de 2014, no entanto, o vínculo chegou ao fim em 2015 e não foi renovado pelo craque. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o acordo possibilitava participações nos diversos programas da casa.

No entanto, após perder a exclusividade, a relação entre ambas as partes acabou ficando estremecida e a emissora decidiu cortar vínculos. De acordo com os processos das empresas do pai de Neymar, ele era liberado para dar entrevistas aos outros canais, mas de maneira limitada, com preferência para a Globo.

Havia “uma série de regalias à Globo, como ter acesso a informações antes dos concorrentes, obter entrevistas exclusivas e outros privilégios”. Segundo a emissora, “o contrato citado não existe mais. Firmado em 2014, referia-se a participações especiais de Neymar em programas e em campanhas da emissora”.

A Globo contava ainda com liberdade de “uso de conteúdos audiovisuais produzidos pelo jogador”. Neymar não se manifestou sobre o assunto nem chegou a declarar quanto recebia na época, quando participou de programas como o Domingão do Faustão, Caldeirão do Huck e Fantástico.

No período de contrato, Neymar também chegou a atuar em participações especiais nas novelas Amor à Vida e A Regra do Jogo. Uma entrevista para o programa da Xuxa na Rede Record, em julho de 2015, de acordo com a publicação, teria infringido esse acordo com a Globo. E não foi só isso.

Na época, o pai de Neymar chegou a fazer uma reclamação com a Globo por causa de uma edição de entrevista com o filho. Na Olimpíada do Rio de 2016, ele foi praticamente ignorado pela emissora, que não poupou críticas por meio de Galvão Bueno, deixando Ronaldo em saia-justa.

“As milhões de pessoas que estão em casa têm direito, sim, de ouvir. O seu ídolo, o seu jogador, aquele que joga com a camisa da seleção brasileira. É feio, muito feio, não é profissional, não é ético e não é correto, sair de campo e se negar a falar”, disparou Galvão.

Após a conquista do título, o craque disparou: “Vocês vão ter que me engolir.” O comentarista Walter Casagrande também já chegou a detonar Neymar e sua postura “mimada”. O pai do jogador não gostou nada de tudo isso e chegou a dar uma declaração polêmica sobre o assunto. (…)


Deixe um Comentário!