Política

Ciro continua fechando os caminhos

Ciro continua fechando os caminhos

Ciro continua fechando os caminhos

Participando de um seminário da Folha que “debate o jornalismo”, o presidenciável Ciro Gomes mostra que com o seu distanciamento de Lula e do PT, acaba desestruturando o projeto de unificação da esquerda na impossibilidade de Lula disputar as eleições.

Nossa Política reproduz trechos do talk-show mediado por Monica Bergamo com Ciro Gomes na Folha:


– “O Lula para mim não é um mito, não é um deus, é um ser humano com suas contradições.”

– Ciro afirmou que condenações em segunda e terceira instâncias podem ser injustas “mas não se pode dizer que é uma decisão arbitrária”.

– O pedetista afirmou que é um “contrassenso” acreditar no acordo entre mídia e Judiciário; o que existe, em sua visão, é um “imenso consenso plutocrata”. “O centro da imprensa brasileira tem uma linha editorial comprometida com um conjunto que forma uma ideia única. Daí a dizer que formam um golpe de Estado, que tem um centro estratégico, a mim ofende a inteligência média do país”.

– Ciro imitou Dilma ao dizer que “O melhor controle da mídia é o controle remoto“.

– Sobre o Partido dos Trabalhadores, Ciro disse: “A natureza do PT, assim como a do escorpião, é sempre afundar sozinho, o que provavelmente vai fazer de novo”. E acrescentou: “Pensando no país, [o PT] teria que fazer diferente, mas é problema deles”.


Deixe um Comentário!