Notícias

As mentiras de Bolsonaro

As mentiras de Bolsonaro

As mentiras de Bolsonaro – Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters

A Agência Lupa desintegrou boa parte das afirmativas de Jair Bolsonaro; palavras repetidas a esmo e jogadas ao vento em entrevistas concedidas pelo deputado federal.

Saiu na Folha:


–”Eu não tenho [foro privilegiado]”
Jair Bolsonaro, em entrevista à rádio Jovem Pan, em 5 de fevereiro

FALSO O foro especial por prerrogativa de função está previsto na Constituição. Estabelece que deputados e senadores, desde a expedição do diploma, serão submetidos a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal e que nenhum parlamentar pode ser preso em flagrante, salvo em caso de crimes inafiançáveis. Procurada, a assessoria Bolsonaro manteve a frase dita por ele. Disse que os outros (deputados) têm mais mordomia do que Bolsonaro, sem citar quais seriam.

–”Todo mundo que recebe o Bolsa Família é tido como empregado”
ao site O Antagonista em 7 de fevereiro

FALSO O IBGE, que faz as principais pesquisas sobre emprego no país, diz que quem recebe o Bolsa Família não é considerado empregado. O benefício é tido como uma fonte de renda. A assessoria de Bolsonaro reafirmou que pesquisas consideram o benefício como emprego, sem especificá-las.

–Eu sou o que menos dou despesa [com auxílio-moradia]
à rádio Jovem Pan em 5 de fevereiro

FALSO Bolsonaro está na lista dos 75 deputados que recebem da Câmara um auxílio-moradia em espécie. A Casa não informa quanto pagou a cada um, mas calcula uma média mensal por deputado que em 2017 foi de R$ 4.155,80. Há outras duas formas de pagar o auxílio: por reembolso ou por imóvel funcional. No reembolso, o parlamentar paga a despesa e recebe o valor depois. Em 2017, a média também foi de R$ 4.155,80. Com o imóvel funcional, a Câmara calcula um gasto mensal individual de R$ 3.624. Assim, quem usa o imóvel custa, em média, menos do que quem recebe por outras modalidades . A assessoria do deputado afirmou que a Câmara tem um gasto mensal de cerca de R$ 6.000 com deputados que usam imóveis funcionais e que Bolsonaro recebe só R$ 3.500.

–Eu sou o [deputado] que menos gasta [com passagem aérea]
à rádio Jovem Pan em 5 de fevereiro

FALSO Dados da Câmara mostram que, em 2017, dos 513 deputados, 294 receberam reembolso por passagens aéreas. Bolsonaro foi o 77º que mais gastou (R$ 5.210,82).Procurado, ele não ligou de volta.

(…)


Deixe um Comentário!