Brasil

O golpe na Petrobras

O golpe na Petrobras

O golpe na Petrobras – Fotos: Alan Santos/PR

Duas faces do mesmo golpe: enquanto a gasolina subiu 30% nas refinarias em 2017, Pedro Parente fez questão de pagar R$ 10 bilhões de indenização aos americanos.

O aumento acumulado da gasolina para distribuidoras chegou a 30% cravados em 2017. A nova política de preços da Petrobras estreou em julho e foi regida por ajustes quase que diários nas tabelas. O diesel, por sua vez, alcançou 28%. Mas nenhum superou o gás de cozinha residencial, que subiu 57,3% desde julho, e 67,9% se for considerado um aumento um mês antes, de 6,7%. Já o gás industrial registra elevação acumulada de 36,4%.

Enquanto isso, Pedro Parente, presidente da estatal, decidiu indenizar investidores americanos que foram prejudicados pela corrupção desvelada pela operação Lava Jato.  Além de participar timidamente dos leilões do pré-sal, permitindo que as reservas brasileiras fossem assumidas por empresas como Shell, Exxon e Chevron, Pedro Parente, presidente da Petrobras, decidiu fechar um acordo com a Justiça dos Estados Unidos para que a estatal brasileira pague US$ 2,95 bilhões – o equivalente a R$ 10 bilhões – a investidores norte-americanos. Assim, o dinheiro recuperado pela Lava Jato, conduzida por Sergio Moro, segue direto para os Estados Unidos.

Deixe um Comentário!