Política

Moro e o maior foguetório do Brasil com a prisão de Lula

Moro e o maior foguetório do Brasil com a prisão de Lula

Moro e o maior foguetório do Brasil com a prisão de Lula

Como juiz que se colocou como uma parte dos processos; como partícipe principal de uma trama narrada pela mídia tradicional e que destruiu o país, Sérgio Moro agora espera o maior foguetório do Brasil com a prisão de Lula.

13 de setembro de 2015. A foto de Sérgio Moro ao lado de Olga Zucolotto, mãe do seu amigo e padrinho Carlos Zucolotto, traz comentários que mostram como o juiz federal se interpôs no centro dos processos como parte. Os diálogos nos comentários mostram claramente como Moro foi contagiado pela sanha persecutória ao PT (em especial a Lula e Dilma).

– Fala pra ele prender logo o Lula e a Dilma kkkkk

– Já falei. Ele só deu risada, disse que seria o maior foguetório do Brasil adoro

O maior foguetório do Brasil seria a prisão de Lula e Dilma. A posição de Sérgio Moro é muito clara. É, antes de tudo, inaceitável. Um juiz que não coloca as suas decisões no campo do direito e se deixa levar por uma onda de reacionarismo e anticomunismo comparável à época da ditadura de 1964.

O carnaval de espetáculos midiáticos que foi a Lava Jato em 2015 e 2016, especialmente, mostra como tudo não passou de uma grande farsa; os delatores (operadores e doleiros) estão livres e vivendo luxuosamente com o dinheiro que roubaram da Petrobras; os empresários, como Marcelo Odebrecht, também estão livres; as empresas destruídas.

Mas falta a prisão de Lula e o maior foguetório do Brasil.

As dimensões e consequências da condenação de Lula – dizem os juristas – podem criar um novo período de autoritarismo no Brasil. Um período sem que as sentenças necessitem de provas. As provas? Estas serão dispensáveis quando em vez de juiz existir um justiceiro a comandar um processo.

Deixe um Comentário!