Notícias

Ministro do STJ que autorizou posse de Cristiane Brasil já foi delatado

Ministro que autorizou posse de Cristiane Brasil já foi delatado

Ministro do STJ que autorizou posse de Cristiane Brasil já foi delatado

Ministro do STJ, Humberto Martins foi citado por delatores da OAS que o acusaram de receber propinas para atuar em decisões favoráveis à empreiteira no tribunal.

De acordo com a Folha de S.Paulo, em maio de 2017 os ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Humberto Martins, atual vice-presidente da corte, e Benedito Gonçalves foram citados nas negociações de delação premiada da OAS com procuradores da Lava Jato.

Pessoas ligadas às tratativas relataram ao jornal que eles são apontados como beneficiários de recursos por atuação no tribunal favorecendo a empreiteira.

Eduardo Martins, advogado e filho do ministro, também teve seu nome citado na Lava Jato, em delação da OAS, como possível “operador” do pai em pagamento de propinas por atuação no STJ.

Em dois processos polêmicos que teve como relator o ministro Napoleão Nunes, o advogado Eduardo Felipe Martins, filho do ministro Humberto Martins, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), obteve decisão favorável. O primeiro, foi o retorno de Orlando Diniz à presidência do Sesc do Rio de Janeiro, pelo qual o advogado recebeu como pagamento R$ 10 milhões da Fecomércio carioca. O segundo, recente, o afastamento do deputado Pastor João Luiz (PSC-AL) do mandato, por suspeita de abuso de poder religioso.

Ambos, pai e filho, negaram a acusação.

1 Comentário

Deixe um Comentário!