Blog do Mailson Ramos Mídia

Se o juiz não é antipetista, não aparece na mídia

Se o juiz não é antipetista, não aparece na mídia

Se o juiz não é antipetista, não aparece na mídia

Para aparecer sob os holofotes da mídia, um juiz brasileiro precisa ser antipetista, ser da turma de Sérgio Moro e dos procuradores messiânicos de Curitiba. Se ele não aderir aos status da “luta contra a corrupção”, permanece no anonimato.

Marcelo Bretas rapidamente tornou-se, como diz o ex-ministro a Justiça, Eugênio Aragão, o alterego de Sérgio Moro. Bastou seguir as diretrizes autoritárias da turma de Curitiba e pronto: estava na Globo, sob a admiração do Morobloco, debaixo de qualquer holofote que a mídia sempre reserva aos seus diletos pupilos.

Porque todos os dias, estes juízes estão na mídia, derramando o ódio e o autoritarismo que o poder lhes conferiu. Espaço na grande mídia para eles é coisa muito fácil de conseguir.

Do contrário, o juiz que não se mostrar antipetista, conservador, reacionário, não aparece na mídia. Se, por decisão justa, favorecer um petista, jamais terá espaço para mostrar as suas ideias, para falar algo de importante à sociedade.

É o caso da juíza Luciana Correa Tôrres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, que penhorou o triplex da OAS no condomínio Solaris, do Guarujá, para garantir o pagamento de dívida da empreiteira. Com isso, se prova que o triplex não é do Lula.

Luciana não tem rosto n mídia. Se a sua decisão fosse contra Lula, estaria na capa do Estadão e da Folha de São Paulo, ou sendo entrevistada pela Fátima Bernardes. Daria entrevista no Jornal Nacional e possivelmente apareceria no Fantástico, numa matéria especial. Como o ato – justíssimo – favorece o ex-presidente Lula, ela não vai aparecer.

Vive-se no Brasil um período autoritário – com aspectos de ditadura – imposto pelo Judiciário e moderado pela mídia. Por manutenção de privilégios, manutenção do conservadorismo e do neoliberalismo sanguinário no poder, faz-se de tudo. Inclusive estabelecer a necessidade de um juiz aparecer na mídia.

Para insuflar egos e deificar juízes, a mídia precisa fazer o seu papel de parcialidade desavergonhada e escolher um lado. O lado do antipetismo. E se algum juiz ousar fugir deste script, que seja enviado para um lugar onde os holofotes não o alcancem.

Deixe um Comentário!