Brasil

A guerrinha entre Doria e MBL

A guerrinha entre Doria e MBL

A guerrinha entre Doria e MBL

MBL e João Doria estão em pé de guerra por causa dos planos do prefeito de aprovar resolução para permitir os aplicativos de veículos.  

Deu na Folha:


A gestão João Doria (PSDB) afirmou que vai multar o MBL (Movimento Brasil Livre) por colar cartazes na região da Avenida Paulista, no centro de São Paulo.

Aliado do tucano, o movimento colou cartazes com críticas a Doria, relacionado ao plano dele para regular os aplicativos de veículos.

No início da gestão, o tucano centrou fogo contra pichadores e vandalismo na cidade. Colar cartazes é proibido na cidade de São Paulo.

Questionada pela Folha sobre o assunto, a prefeitura afirmou “que multará os responsáveis pela colocação dos cartazes e que as equipes de limpeza já estão retirando os adesivos afixados na região”.

A peça de protesto faz uma brincadeira com o slogan de Doria, “João Trabalhador”, ao chamá-lo de “João Desempregador”.

Os militantes do grupo afirmam, em vídeo postado na internet e divulgado pela revista “Veja”, que Doria “traiu seus eleitores”. “Para quem diz que a gente não critica o PSDB, a gente está batendo hoje no João Doria por causa da canalhice que ele fez”, disse um dos integrantes do grupo no vídeo.

(…)

Membro do MBL, o prefeito regional de Pinheiros (zona oeste), Paulo Mathias, foi às redes sociais criticar o MBL. “Todos vocês sabem que sou membro do MBL e defendo grande parte de tudo que reivindicam na política brasileira mas, nesse episódio dos aplicativos, na minha opinião, erraram. A resolução 16 também não é do meu agrado mas, nem por isso, vou sair por aí sujando a cidade, seja em patrimônio público ou privado”, afirmou.


Deixe um Comentário!