Notícias

Gilmar Mendes é escrachado em Portugal

Gilmar Mendes é escrachado em Portugal

Gilmar Mendes é escrachado em Portugal

Viralizou nas redes sociais um vídeo que mostra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, sendo hostilizado por um grupo de brasileiras pelas ruas de Lisboa , em Portugal.

Deu no iG:


Um vídeo que viralizou nas redes sociais neste domingo (14) mostra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, sendo hostilizado por um grupo de brasileiras pelas ruas de Lisboa , em Portugal.

Nas imagens, Gilmar Mendes responde com sorrisos à pergunta “o senhor não tem vergonha do que faz pelo País?” e às críticas das brasileiras.

O vídeo foi gravado enquanto ministro caminhava em frente à Livraria Sá da Costa, no bairro de Chiado, ponto de alta circulação de turistas na cidade.

Abordado por mulheres brasileiras, Gilmar não fala uma palavra se quer. Uma delas afirma: “O senhor é de uma injustiça imensurável. Inclusive, deve estar querendo se disfarçar aqui, andando como um comum dos mortais, coisa que não é”.

Outra brasileira chega a perguntar: “O senhor não tem vergonha do que faz pelo País?” Em outro momento do vídeo, a mesma brasileira diz que “viu o senhor de longe”. Em seguida, ela pede que ‘Deus o leve para o inferno’. Em resposta, Gilmar só sorri e diz “ai, meu deus do céu”.

Sua assessoria não comentou o ocorrido em Lisboa.

‘Gilmar Noel’

O ministro tem uma postura controversa em relação às prisões preventivas e às conduções coercitivas da Operação Lava Jato. Sua baixa popularidade com uma parte dos brasileiros partem, inclusive, desse princípio.

Afinal, por conta desse posicionamento e de suas últimas ações do ano no STF , Gilmar chegou até a receber um novo apelido no mês de dezembro, em meio aos comentários de internautas e de analistas políticos: ‘ Gilmar Noel ‘.

A comparação se fez a partir das diversas solturas assinadas pelo ministro, próximas ao Natal do ano passado. Como se fossem presentes de fim de ano do ministro aos políticos condenados na Lava Jato.

Gilmar Mendes concedeu, por exemplo, habeas corpus ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho. Também deu permissão à prisão domiciliar da esposa do ex-governador Sergio Cabral, Adriana Ancelmo . Quando indagado sobre sua postura judiciária, o ministro diz que toma suas decisões com base na Constituição Federal.


Deixe um Comentário!