Política

Dallagnol diz que a Lava Jato não fará acordos de delação premiada

Dallagnol diz que a Lava Jato não fará acordos de delação premiada

Dallagnol diz que a Lava Jato não fará acordos de delação premiada – Foto: Dida Sampaio/ Estadão

Isso significa que aquela sanha punitivista da Lava Jato pretendia apenas destruir o PT, derrubar o governo Dilma e impor uma caçada sem precedentes a Lula.

Noticia-se na seção Radar, da revista Veja, que Dallagnol aconselha Antônio Palocci a orar; não tem mais delação na Lava Jato:

Aconselha-se Antônio Palocci a orar.

Deltan Dalagnol já avisou a Raquel Dodge que os procuradores da Lava-Jato em Curitiba não pretendem fechar novos acordos de delação.

Significa dizer que aquela sanha punitivista pretendia apenas destruir o PT, derrubar o governo Dilma e impor uma caçada sem precedentes ao ex-presidente Lula.

Significa dizer que os dutos ligados desde Curitiba até as redações dos grandes veículos de comunicação do país, por onde vazavam as peculiaridades dos processos em “segredo de Justiça” fora enfim fechados.

O caríssimo navegante sabe que a Lava Jato sobreviveu o tempo inteiro sob os holofotes da mídia tradicional. Possivelmente as fontes que alimentava esta luz secaram.

Youssef, Cerveró, Paulo Roberto Costa e tantos outros não estão mais sob a masmorra de Curitiba, dispostos a mentir para adquirir a liberdade e usufruir do dinheiro que conseguiram corrompendo a Petrobras.

A Petrobras que caiu nas mãos do Pedro Parente e achou bonito pagar R$ 10 bilhões aos americanos.

E, no fim, Paloccci, que entregaria a Globo e os grandes bancos, acabou prestando um depoimento contra Lula sem provas. Vai ter que orar. Não vai ter delação. Vai ter cadeia.

Deixe um Comentário!