Blog do Mailson Ramos

PMDB virou MDB. Tirou o P, de propina

PMDB virou MDB. Tirou o P, de propina

PMDB virou MDB. Tirou o P, de propina

O PMDB aprovou a mudança de nome e voltou a se chamar MDB. Não como aquele MDB do Dr. Ulysses; o MDB de hoje é o de Michel Temer e toda a sua quadrilha.

Quando disse sim ao golpe para derrubar Dilma e usurpar o poder, o PMDB provou que estava disposto a manter os privilégios e fazer com que os seus políticos escapassem da justiça.

Aos poucos, o Brasil percebeu que o PMDB era muito mais do que uma quadrilha.

Passaram por sobre direitos sociais como tratores; aprovaram reformas que não reformam nada; maquiaram – com a ajuda sempre desavergonhada da imprensa – a economia.

E hoje se apresentam como os salvadores do Brasil. Com milhões de desempregados. Com 9 milhões de pessoas de volta à pobreza extrema.

Na convenção do partido, aprovou-se a mudança do nome: PMDB volta a ser MDB. Tiraram o P, de propina. P de palhaçada, porque estes que aí estão não tem nada a ver com o MDB do Dr. Ulysses.

O MDB daqueles tempos fez oposição moderada à ditadura, mas este é a própria ditadura. É o partido do golpe, da rejeição, dos golpistas sem moral.

PMDB ou MDB (o de hoje) é somente uma sigla do conglomerado de bandidos que assaltaram o poder. Daquele lugar, a propina é o substantivo principal da retórica. Propina é princípio, duas palavras que se coadunam com o partido que roubou o P. Aquilo não é mais um partido.

Deixe um Comentário!