Opinião

Brito: Como a Petrobras, vão entregar a Embraer aos pedaços

Brito: Como a Petrobras, vão entregar a Embraer aos pedaços

Brito: Como a Petrobras, vão entregar a Embraer aos pedaços

Terá a Embraer o mesmo destino da Panair, empresa brasileira que às gigantes americanas e acabou destruída por ódio político dos militares?

Por Fernando Brito, do Tijolaço:


A Embraer, nas asas da Panair, vai-se como a Petrobras

Os jornais dizem que Boeing cuida de comprar a Embraer.

Olho gordo e cofre gordo, para isso, jamais faltaram.

Dizem também os jornais que Michel Temer é contra a transferência da empresa, embora aceite negociar parte dela.

Usaria, para vetar a venda, a Golden Share, ação especial que dá o direito do governo a vetar a transferência de seu controle acionário.

Alguém precisa informa a Michel Temer que, em nome de seu governo, Henrique Meirelles enviou ao Tribunal de Contas um pedido para vender esta tal Golden Share, tanto na Embraer quanto na Vale, como se publicou aqui tempos atrás.

Os militares, por ódio político, destruíram a Panair, uma empresa de aviação nacional que fazia frente, ao menos aqui, às gigantes americanas que desejavam o monopólio dos voos internacionais.

Agora, vendendo a Embraer, destruirão todo o conhecimento nacional que a fez ser um player mundial nos segmentos de aviões comerciais de médio porte e no mercado de jatos executivos. E que é, com os Supertucanos, com o KC-390 e com as possibilidades que traz o contrato dos caças Grippen, em matéria de transferência de tecnologia, a capacidade de exercer o mesmo papel na aviação militar.

É provável que não saia a venda integral da Embraer mas que ela comece a ser entregue aos pedaços, tal como estão fazendo com a Petrobras.

O Brasil, para esta gente, não é feito para voar, mas para rastejar.


Deixe um Comentário!