Notícias

Bolsonaro nomeou a própria mulher na Câmara

Bolsonaro nomeou a própria mulher na Câmara

Bolsonaro nomeou a própria mulher na Câmara

Michelle exerceu cargo no gabinete de Bolsonaro na Câmara em 2007 e só a exonerou depois de o STF editar súmula que vedou o nepotismo.

De acordo com matéria de O Globo, o deputado federal Jair Bolsonaro nomeou a própria mulher para exercer cargo na Câmara.


O deputado federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ) nomeou sua atual mulher, Michelle, para exercer cargo em seu gabinete na Câmara no ano de 2007 e só a exonerou depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) editar súmula que vedou o nepotismo. O Globo já tinha mostrado no domingo que Bolsonaro e seus filhos empregaram nos últimos 20 anos uma de suas ex-mulheres, Ana Cristina, a irmã dela, Andrea, e o pai delas, José Cândido Procópio. Andrea continua lotada até hoje no gabinete do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ). Um dos filhos do parlamentar, o hoje deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), também foi empregado em seu gabinete.

A informação sobre a nomeação da atual mulher foi publicada pela “Folha de S.Paulo”. O Globo confirmou a informação por meio de pesquisa em boletins administrativos da Câmara. Michelle foi nomeada no gabinete de Bolsonaro em 18 de setembro de 2007. Os dois já tinham um relacionamento à época. Em 29 de agosto de 2008 o Supremo editou a súmula que tratou do nepotismo, vedando a contratação de parentes até terceiro grau. A exoneração veio em 3 de novembro de 2008, com efeitos administrativos a partir de 31 de outubro daquele ano.

Além de atuar diretamente no gabinete de Bolsonaro, Michelle também trabalhou na liderança do PP entre junho e setembro de 2007. O deputado estava no partido nessa época. Antes, ela passou pelos gabinetes de Vanderlei Assis (PP-SP) e Dr. Ubiali (PSB-SP) entre 2006 e 2007.

O Globo mostrou no domingo que desde 1998 Bolsonaro e seus filhos deram empregos a familiares de uma das ex-mulheres do deputado. Ana Cristina Valle foi mulher do deputado federal entre 1997 e 2007. Juntos tiveram um filho, Jair Renan Bolsonaro, que nasceu em 1998. Após o nascimento, o deputado nomeou em seu gabinete a tia e o avô do menino, Andrea e José Cândido, enquanto a mãe foi lotada na liderança do PPB, partido do parlamentar à época.

(…)


Deixe um Comentário!