Política

As frases políticas de 2017, o ano da ratificação do golpe

As frases políticas de 2017, o ano da ratificação do golpe

As frases políticas de 2017, o ano da ratificação do golpe – Foto: Marcos Corrêa/PR

Nossa Política pesquisa e reúne uma coleção de frases garimpadas na internet que mostra que o ano de 2017 foi a ratificação do golpe.

A seguir frases mais badaladas do mundo político em 2017. Muitas delas embrulharam estômagos Brasil afora. Deu nojo ver como o golpe de 2016 foi ratificado em 2017. Amplificado. A sujeira exalada de quem era, até bem pouco tempo, moralista de plantão emergiu do subsolo e das garagens dos palácios.

Confira:

— Temer não assumiu para ser popular; Lula não é competitivo.

Aécio Neves ao Poder360 em 16 de fevereiro.

— Justiça do Trabalho não deveria nem existir.

Rodrigo Maia em evento na capital federal no dia 8 de março.

— Eu fui num quilombola em Eldorado Paulista. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem pra procriadores servem mais.

Jair Bolsonaro durante palestra na Hebraica do Rio de Janeiro em 3 de abril.

— Tem que manter isso, viu?

Michel Temer a Joesley Batista, quando este falava sobre propinas pagas a Eduardo Cunha em 15 de maio.

— O Aécio e o Temer estão colhendo tempestade porque plantaram vento.

Lula sobre o escândalo da JBS em 2 de junho.

— Tem que ser um que a gente mate antes de fazer delação.

Aécio Neves em conversa gravada com Joesley Batista dia 5 de junho.

— O agravante (Aécio neves) é brasileiro nato, chefe de família, com carreira política elogiável.

Marco Aurélio Mello em decisão que devolveu mandato a Aécio em 30 de junho.

— Crise no Brasil não existe.

Michel Temer ao chegar à cúpula do G20, na Alemanha, em 7 de julho.

— Michel Temer é o ladrão-geral da República.

Joesley Batista em nota divulgada pela JBS em 2 de setembro.

— Aécio é um bandidão.

Joesley Batista em gravação de áudio divulgada em 5 de setembro.

— Foi nesse momento que o Dr. Emílio Odebrecht fez uma espécie de pacto de sangue com o presidente Lula.

Antônio Palocci em depoimento a Sérgio Moro no dia 6 de setembro.

— Nós não ‘vai’ ser preso.

Joesley Batista em gravação de áudio divulgada em 10 de setembro.

— O alimento é liofilizado, o mesmo que os astronautas consomem em missões espaciais. O gosto é bom, eu experimentei. Tem vários sabores, inclusive.

João Doria sobre a farinata (ração humana) em 12 de outubro.

— O trabalho executado sem a correspondente remuneração, sem sombra de dúvida, se assemelha a trabalho escravo.

Luislinda Valois, ministra dos Direitos Humanos em 2 de novembro.

Deixe um Comentário!