Política

O próximo golpe é o parlamentarismo

O próximo golpe é o parlamentarismo

O próximo golpe é o parlamentarismo

PT, PSB, PDT e PCdoB apontam incentivo de Temer à ação no STF que abre brecha para a adoção do sistema sem consulta popular.

Deu no Estadão:


Partidos da oposição divulgaram nesta segunda-feira, 20, uma nota conjunta na qual apontam estímulo da gestão Michel Temer a uma ação no Supremo Tribunal Federal que pode abrir uma brecha para a adoção do parlamentarismo no País sem a necessidade de uma consulta popular.

Segundo PT, PSB, PDT e PCdoB, a manobra é um “golpe” que tem como objetivo impedir que o presidente a ser eleito em 2018 assuma de fato o governo.

“Trata-se de um movimento acintosamente estimulado pelo governo golpista para impedir que um presidente legitimamente eleito pelo povo assuma o governo com os plenos poderes previstos na Constituição, como foi decidido duas vezes em plebiscitos nacionais (1963 e 1993)”, diz trecho da nota.

Na terça-feira, 14, o ministro do STF Alexandre Morais pediu a inclusão na pauta de julgamentos do Tribunal do mandado de segurança 22.972. A ação questiona o Supremo sobre a possibilidade de o Congresso decidir a mudança do sistema político sem a necessidade de consulta popular.

O mandado de segurança de autoria do então deputado Jaques Wagner (PT-BA) foi proposto em 1997 quando partidos tentavam aprovar uma emenda à Constituição implantando o parlamentarismo depois que o regime foi rejeitado pela população no plebiscito de 1993.

(…)


1 Comentário

  • O melhor sistema de governo para o Brasil foi e sempre será a Monarquia parlamentarista, onde um representante da família real brasileira, culto, bem formado, educado para o bem governar, seria respaldado por um congresso dos melhores e não desse triste e terrível quadro de oportunistas e facínoras os quais pela sua insaciável sede de dinheiro e poder transformou o paradigma republicano brasileiro em sinônimo de desgraça completa, a qual assistimos hoje. Governar não é para quem quer, mas para quem sabe, sob o risco de desastre após desastre, escândalo após escândalo e assim seguimos nossa triste sina rumo ao atraso irrecuperável, índices alarmantes de violência, educação, saúde, renda, etc. Povo que vende seu voto, vende sua honra e dignidade provando ser massa energúmena e desprezível.

Deixe um Comentário!