Notícias

STF engaveta impeachment de Gilmar

STF engaveta impeachment de Gilmar

STF engaveta impeachment de Gilmar – Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

Sem muito alarde, o STF negou um mandado de segurança para desengavetar um pedido de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes.

Da coluna de Lauro Jardim:


Sem fazer barulho, o STF negou no início de outubro um mandado de segurança para desengavetar um pedido de impeachment de Gilmar Mendes.

O pedido de impeachment foi feito ao Senado pelo advogado paulista Celso Bandeira de Mello e arquivado, em setembro de 2016, por ato de ofício de Renan Calheiros, à época, presidente da Casa.

Bandeira de Mello argumenta que Renan não poderia ter arquivado monocraticamente porque, como responde a processo no STF, em que Gilmar Mendes vota, não seria imparcial.

Os ministros do STF rejeitaram o mandado de segurança em votação eletrônica, discretíssima. Cada um envia seu voto por um sistema, sem necessidade de reunião, ou de justificativa. O sistema para envio dos votos ficou aberto entre 29 de setembro e 5 de outubro. O acórdão foi publicado ontem.

Marco Aurélio, que afirmou ter “relação de inimizade” com Gilmar Mendes, declarou-se impedido. Gilmar Mendes, por ser parte interessada, também.

Fora isso, somente o relator, ministro Edson Fachin, justificou seu voto. Para ele, a Constituição garante ao presidente do Senado a competência para analisar pedido de impeachment de ministro do Supremo.

Quanto aos demais, o que pensam sobre o assunto, jamais saberemos.


2 Comentários

  • Me recuso a fazer mais comentários, porque por mais que tente, não consigo entender o funcionamento do STF, no que diz respeito às atitudes e seus ministros. Por mais atitudes que tomem, e que acabam prejudicando ao país, parece que não existe nenhuma lei que os alcance. ATÉ MAIS VER, OU QUANDO ALGO DE REALMENTE NOVO, ACONTEÇA NO REINO DE AVILAN !!!!!!!

Deixe um Comentário!