Política

Fake News: O falso áudio de Lula contra Palocci

Fake News: O falso áudio de Lula contra Palocci

Fake News: O falso áudio de Lula contra Palocci

Repercute nas redes sociais uma notícia falsa que espalha áudio também falso de uma conversa entre o ex-presidente Lula e Antônio Palocci.

Do Rede Brasil Atual:


Desde sexta-feira (8), circula pela internet uma mensagem contendo um áudio que simula uma conversa entre Lula e o ex-presidente nacional do PT, Rui Falcão. O tema do falso diálogo é o depoimento dado por Antonio Palocci ao juiz Sérgio Moro, na quarta-feira (6). A conversa, porém, nunca existiu e é mais uma das mentiras que têm sido divulgadas com o objetivo de colocar a opinião pública contra o ex-presidente, seu partido e, por tabela, as forças progressistas do país, estimulando o ódio e a intolerância. A farsa foi desmascarada até por veículos da mídia tradicional, como G1 e Veja, que publicaram textos para desacreditar seu conteúdo.

A mensagem divulga de forma enganosa que se trata de um grampo. Apesar do esforço do imitador, a voz no áudio claramente não é a do ex-presidente Lula. Além disso, a voz de Rui Falcão não aparece em nenhum momento da faixa. Fosse uma interceptação telefônica das autoridades, a voz do interlocutor também poderia ser ouvida.

No áudio, de cerca de três minutos, o homem que tenta se passar por Lula se mostra nervoso, enquanto ao fundo se ouve um noticiário que aborda o depoimento de Palocci. Em meio a muitos palavrões, ele se queixa da fala do ex-ministro ao “justiceiro” Sérgio Moro e chega a dizer que “ninguém teve coragem de acabar com esse cara”.

Além de a voz deixar claro que se trata de uma imitação, há um erro logo no início da mensagem, que diz que a conversa “interceptada” teria se dado “no momento da notícia da delação do Palocci”. Ocorre que o ex-ministro de Dilma e Lula ainda não assinou um acordo de delação premiada, embora saiba-se que ele negocia um.

Outra informação inverídica na mensagem: a voz diz que Palocci está preso “há mais de um ano”. Na verdade, ele foi detido em 26 de setembro de 2016. O período de detenção ainda não completou 12 meses.

A tentativa de desmoralizar Lula foi desmascarada em matéria publicada pelo G1.”Um áudio acompanhado de uma mensagem que diz que o ex-presidente Lula foi grampeado falando ao telefone com o ex-presidente do PT sobre o depoimento dado por Antônio Palocci ao juiz Sérgio Moro tem bombado nas redes, principalmente no WhatsApp. Mas a voz não é de Lula. A mensagem tem logo em seu enunciado um equívoco”, escreveu o portal.

Para o Instituto Lula, o áudio forjado é, na verdade, “mais um elemento que integra a campanha de desinformação levada adiante pelos adversários da esquerda e dos governos do PT.”


1 Comentário

  • Os sacerdotes do deus mercado tentam e tentam desmoralizar o Lula porque ele é a esperança de que pode existir um governo para todos, que respeite a todos. Há cerca de 2 meses li um comentário do sr. Pérsio Arida: “o Brasil não aguenta outro governo populista”. O Brasil dos banqueiros, claro, que não se importa nem um pouco com os que estão achatados na nossa pirâmide social, trabalhando e dando sua vida pelos estratos de cima.
    Conhecemos o Lula não é de hoje, sua vida pública está exposta desde os anos 80. Ela é o nosso trunfo contra as não poucas mentiras que lhe atribuirão. Meu bordão antidireita é seu slogan ao ser eleito em 2002: “Eu não posso errar; eu não vou errar.”

Deixe um Comentário!