Brasil

Relator da Reforma Trabalhista jamais trabalhou

Relator da Reforma Trabalhista jamais trabalhou

Relator da Reforma Trabalhista jamais trabalhou

O relator da Reforma Trabalhista, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), nunca trabalhou e sequer concluiu o curso superior de Economia.

Do Sindipúblicos:


Para realizar mudanças, em qualquer área que seja, são necessários os conhecimentos teórico e prático. Mas para o governo Temer isso é indiferente.

O relator da Reforma Trabalhista, senador Ricardo Ferraço  (PSDB-ES), nunca trabalhou e sequer concluiu o curso superior de Economia. Desde os 18 anos virou político profissional devido a influência de seu pai, Theodorico Ferraço, conhecido político da região de Cachoeiro de Itapemirim, que colocou o filho pra seguir sua trajetória.

Nota-se a total incoerência, um político sem nenhuma vivência prática, nem mesmo como executivo de empresas na coordenação de trabalhadores, querer propor mudanças profundas nas relações trabalhistas dos brasileiros.

A falta de experiência poderia ter sido amenizada com ampla participação dos trabalhadores, o que não tem sido garantida pelo governo. Estão apenas escutando  o chororô de parte do empresariado, que quer sempre maior produtividade, com menor número possível de profissionais, menor remuneração, para sempre garantir seus lucros maiores.

Mesmo sem sequer ter sido trabalhador na vida, Ferraço tem ido à mídia dizer que suas propostas irão melhorar as relações trabalhistas. E ainda ignora a importância dos sindicatos e da justiça do trabalho na mediação de conflitos, colocando como válido a livre negociação patrão-empregado. Quem trabalha sabe bem como é tênue essa relação, por melhor que seja, e a fragilidade do trabalhador diante às propostas patronais.

A comunicação do Sindicato buscou a assessoria do senador com as perguntas abaixo quanto a atuação dele no mercado de trabalho, visto que em sua página não cita nenhuma atividade profissional que tenha desenvolvido em sua vida. Também foi feita uma pesquisa e nada foi detectado de atividade laboral do senador. Até o fechamento desta reportagem não nos responderam.

No currículo, Ferraço tem apenas nomeações para cargos públicos.

Seguem as perguntas que Ferraço se nega a responder:

Qual a vivência do senador no mercado de trabalho?

Quanto tempo de atuação profissional, quais empresas, ou órgãos públicos, atuou e cargos desempenhados?

Quanto tempo de registro em carteira de trabalho o mesmo possui?

Qual a formação acadêmica do senador Ricardo Ferraço?

 O Sindipúblicos cobra do senador que reveja a proposta de Reforma Trabalhista e faça uma ampla discussão com os trabalhadores. E alerta para que nas próximas eleições a sociedade escolha candidatos que realmente defendam melhorias para a população e deixe de lado políticos de carreira que estão acabando com o Brasil.


1 Comentário

Deixe um Comentário!