Brasil

Greve Geral: Movimentos ratificam atos na Bahia no dia 30/06

Greve Geral: Movimentos ratificam atos na Bahia no dia 30/06

Greve Geral: Movimentos ratificam atos na Bahia no dia 30/06 – Foto: Paulo Pinto/AGPT

O presidente da CUT Bahia, Cedro Silva, destacou apoio à greve dos petroleiros que será iniciada no dia da greve geral e seguirá por tempo indeterminado.

Da CUT BAHIA:


Há três dias da Greve Geral que promete superar as expectativas – com relação a última greve nacional realizada no dia 28 de abril -, movimentos sociais, centrais sindicais , militância,  lideranças sindicais e políticas se reuniram no auditório do Sindicato dos Bancários, em Salvador, para construir coletivamente as ações do dia 30 de junho.

O momento vem sendo preparado há pouco mais de um mês e se fortalece diante das inúmeras denuncias de corrupção e tentativas de devastação dos direitos trabalhistas do atual governo.

A classe trabalhadora está mobilizada para fazer o Brasil parar mais uma vez a partir das 5 horas da manhã  da próxima sexta-feira, através de atos e ações coordenados por 24 horas e protestos espalhados por todo o estado contra as reformas, fora temer e diretas já. “Nenhum de nós merecemos viver em um país governado por um corrupto, ladrão, bandido… Verbalizo  isso sem medo de receber um processo; pois é algo investigado e mais que comprovado. O fato é que não podemos aceitar sermos governados por uma quadrilha instalada em Brasília”, disse o presidente Cutista, Cedro Silva.

Para o coordenador da Frente Brasil Popular,Walter Takemoto.  A unidade deve prevalecer. “Temos um desafio de superar a greve anterior e fazer com que a unidade prevaleça para que possamos avançar. Precisamos barrar as propostas e o mais importante no momento é a unidade para garantia de uma greve geral de sucesso” , explicou.

Durante a plenária, o presidente Cedro Silva destacou apoio a greve dos  petroleiros que será iniciada no dia da greve geral e seguirá por tempo indeterminado.

Presente na plenária, o coordenador Geral do Sindipetro Bahia, David Barcelar, fez um  breve relato do que representava a data para a sua categoria e projetou. “ Será uma greve muito maior que a do dia 28 de abril. A classe trabalhadora vem demonstrando força, unidade e reafirmando que não está para brincadeira. Os petroleiros estão envolvidos neste processo, tanto, que a  greve dos petroleiros, não por acaso, se inicia junto com a greve geral. Comunico que as  refinarias de todo o Brasil entrarão em greve por tempo indeterminado a partir do dia 30/06”, enfatizou o petroleiro.

Duas importantes atividades estão sendo programadas para o dia 30/06.

A primeira delas é a manifestação a partir das 6 h, na região do Iguatemi.

À tarde, a tradicional passeata que terá concentração no largo do Campo Grande , a partir das 15h.

Categorias que já confirmaram adesão:

Ferroviários, petroleiros; químicos; servidores públicos federais; estaduais e municipais; previdenciários; correios; vigilantes; bancários; metalúrgicos; comerciários; professores; sentir; sindiferro; sindicato dos profissionais em pesquisa; sindiborracha; sindicatos da agricultura familiar; sintercoba; sindalimentação e rodoviários que estão em fase de negociação final.


Deixe um Comentário!