Notícias

Funaro: Geddel quis saber se vou delatar

Funaro: Geddel quis saber se vou delatar

Funaro: Geddel quis saber se vou delatar – Foto: Dida Sampaio/ AE

De acordo com Lucio Bolonha Funaro, doleiro preso na Lava Jato, Geddel Vieira Lima ligou diversas vezes para a sua esposa para saber se ele vai delatar.

Do G1:


O doleiro Lucio Funaro, ligado ao ex-deputado Eduardo Cunha, disse em depoimento que prestou na última sexta-feira (2) à Polícia Federal – ao qual a TV Globo teve acesso – que recebeu sondagens do ex-ministro Geddel Vieira Lima, aliado do presidente Michel Temer, sobre a eventual intenção de fazer acordo de delação premiada.

Nesta quarta-feira, o advogado de Funaro, Cezar Bittencourt, informou que deixou a defesa do doleiro e disse que ele decidiu tentar um acordo de colaboração premiada.

O depoimento à PF foi dado no âmbito da Operação Patmos, etapa da Operação Lava Jato deflagrada após a delação de executivos da JBS. Na Patmos, a irmã de Funaro foi presa em São Paulo.

Segundo registrou a Polícia Federal, Funaro “estranha alguns telefonemas que sua esposa tem recebido de Geddel Vieira Lima, no sentido de estar sondando qual seria o ânimo do declarante em relação a fazer um acordo de colaboração premiada”.

O G1 tentou falar por telefone com o ex-ministro Geddel Vieira Lima e com seu advogado, mas não havia conseguido contato até a última atualização desta reportagem. Geddel pediu demissão da Secretaria de Governo após ter sido acusado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de pressionar pela liberação de uma obra em Salvador.

No depoimento, Funaro reafirmou versão que o empresário Joesley Batista, dono da empresa JBS, apresentou em delação premiada: “que Geddel Vieira Lima era de fato o principal contato de Joesley com o governo Michel Temer“.

(…)


Deixe um Comentário!