Brasil

Alceu Moreira e Onyx Lorenzoni receberam propina da JBS

Alceu Moreira e Onyx Lorenzoni receberam propina da JBS

Alceu Moreira e Onyx Lorenzoni receberam propina da JBS

Antipetistas ferrenhos, Alceu Moreira (PMDB-RS) e Onyx Lorenzoni receberam propina  em dinheiro vivo da JBS, segundo delator.

Pelo menos quatro políticos gaúchos são citados pela JBS por supostamente terem recebido vantagem indevida da empresa. Os deputados Alceu Moreira (PMDB), Onyx Lorenzoni (DEM) e Jerônimo Goergen (PP) e o ex-deputado e ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira são citados por Joesley Batista e Ricardo Saud.

Moreira, Onyx e Goergen teriam recebido o dinheiro no Rio Grande do Sul, entregue pelo presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Carne Bovina, Antônio Jorge Camardelli. A JBS relata um pagamento de R$ 200 mil em espécie a Moreira no dia 27 de agosto de 2014. O mesmo valor, também em dinheiro vivo, teria sido entregue a Onyx em 12 de setembro de 2014. No mesmo dia, Goergen aparece como supostamente tendo recebido R$ 100 mil.

O deputado Onyx Lorenzoni admitiu em vídeo ter recebido propina via caixa 2. Assista aqui:

Goergen é o único a ter declarado doações oficiais da JBS na eleição de 2014. No total, ele informou à Justiça Eleitoral cinco repasses da JBS, via direção nacional do partido, no valor de R$ 850 mil. Nenhuma dessas doações, contudo, tem data de registro em setembro. Duas teriam sido feitas em julho e as outras três em outubro.

Segundo os delatores, os pagamentos teriam sido feitos para financiar, via caixa 2 e doação oficial, as campanhas eleitorais. Em geral, os pedidos chegavam a Saud, que submetia a doação a Joesley, a quem cabia autorizar os repasses. Os pagamentos serviriam para que os políticos ajudassem a empresa e não criassem antipatia aos interesses do grupo.

(…)

Deputado federal Alceu Moreira, do PMDB-RS: R$ 200 mil em espécie, entregues no Rio Grande do Sul pelo nosso companheiro Camardelli – informa o executivo.
– Quem pediu? – questiona o procurador.
– O Alceu Moreira. Pediu pro Camardelli, que é um companheiro nosso, depois eu estive com ele, conversei com ele na Câmara, e nós demos R$ 200 mil em dinheiro vivo.

Deputado federal Onyx Lorenzoni, do DEM/RS: R$ 200 mil em espécie no dia 12/09/2014, entregues no Rio Grande do Sul pelo Camardelli também.
– Esse também pediu pro Camardelli?
– Não, pra mim. Todos esses aqui são muito amigos do Camardelli. Camardelli é o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras, e ele é do Rio Grande do Sul. Ele já foi do Ministério da Agricultura, então é um cara do bem, muito ligado a ele e ele sempre ajudava.
– Então eles pediam pra ele e ele passou pra você o pedido?
– Mas eu tive contato com os três também, só não fiz a entrega do dinheiro.

Fonte: Zero Hora

Deixe um Comentário!