Política

Datafolha: Lula amplia vantagem para disputa em 2018

Datafolha: Lula amplia vantagem para disputa em 2018

Datafolha: Lula amplia vantagem para disputa em 2018

A primeira pesquisa Datafolha após as delações da Odebrecht mostra que o ex-presidente Lula ampliou a vantagem para a disputa de 2018.

Do JB:


A primeira pesquisa Datafolha feita após a divulgação das delações dos executivos da Odebrecht mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mantém na liderança das intenções de voto para a eleição presidencial de 2018. Apesar de ter sido citado nos depoimentos, Lula aparece oscilando entre 31% e 29% das intenções de voto no primeiro turno, vencendo em todos os cenários de possíveis concorrentes.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cresceu e aparece no segundo lugar na corrida para a Presidência em 2018, empatado tecnicamente com a ex-senadora Marina Silva (Rede), com oscilação entre 11% e 16%.

O Datafolha fez 2.781 entrevistas, em 172 municípios, na quarta (26) e na quinta (27), antes da greve geral de sexta (28). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

O senador do PSDB Aécio Neves (MG), que terminou em segundo em 2014 e hoje é investigado sob suspeita de corrupção e caixa dois, registrou queda, chegando a 8% das intenções de voto, próximo do também tucano Geraldo Alckmin, com 6%

Nas pesquisas sobre o primeiro turno em que o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), é citado, ele aparece em 4º lugar, com 9%. Na frente seguem Lula (31%), Marina (16%) e Bolsonaro (13%).

No cenário em que o juiz federal Sérgio Moro aparece como um dos possíveis candidatos, ele fica em 4º, com 9%. Lula segue em primeiro (29%), Marina Silva (11%) e Bolsonaro (11%).

Rejeição

A pesquisa Datafolha também apurou quais são os possíveis candidatos mais rejeitados. O presidente Michel Temer aparece em primeiro, com 64%. Lula está em segundo, com 45%, e Aécio em terceiro, com 44%.

Segundo turno

Nas pesquisas de intenção de voto para o segundo turno, Lula venceria de Aécio (43% contra 27%); de Alckmin (43% contra 29%); Bolsonaro (43% contra 31%) e Dória (43% contra 32%). Já se o confronto fosse contra Moro, ele perderia (42% contra 40%). Lula também sofreria derrota contra Marina (41% contra 38%).


Deixe um Comentário!