Notícias

Mistério envolve a morte de advogado no Congresso Nacional

Mistério sobre suposto suicídio de advogado na Câmara

Mistério sobre suposto suicídio de advogado na Câmara – Foto: Reprodução

O advogado Adriano de Rezende Naves, 42, caiu do 19º andar do prédio do Congresso Nacional; polícia investiga se foi suicídio ou acidente.

Do Metrópoles:


O advogado Adriano de Rezende Naves, 42 anos, morreu após cair do 19º andar do prédio do Congresso Nacional nesta sexta-feira (17/3), por volta das 12h40. A queda foi dentro do espelho d’água. A polícia investiga se ocorreu um acidente ou suicídio. Segundo a Assessoria da Câmara dos Deputados, a vítima não era servidor nem funcionário terceirizado da Casa. Seria um visitante.

O Departamento de Polícia Legislativa (Depol) instaurou inquérito para apurar o caso. As imagens das câmeras de segurança serão analisadas para auxiliar nas investigações.

O edifício tem 28 andares e as janelas são parafusadas desde a década de 1990. De acordo com um servidor, que ingressou na Câmara em 1994, naquele ano uma colega se jogou dos andares mais altos do edifício. Como medida de segurança, para evitar novos episódios, a administração da Casa decidiu vedar permanentemente as janelas.

Testemunhas disseram que o barulho foi muito alto e assustou a todos. “Eu pensei que tivessem jogado uma bomba. Corri para ver o que era”, contou Lera Freire, 52, funcionária terceirizada no Senado.

Uma viatura do Corpo de Bombeiros foi acionada. Mas quando a equipe chegou ao local, o homem já estava morto. A Polícia Civil fez perícia no local e o corpo foi removido por volta das 15h30.


Leia mais notícias em

 

12 Comentários

Deixe um Comentário!