Política

Lava Jato e o “tour” de atores para “observar” presos

Lava Jato e o “tour” de atores para “observar” presos

Lava Jato e o “tour” de atores para “observar” presos

Para produção de filme sobre a Lava Jato, Polícia Federal permite “tour” em celas de presos e cessão de imagem da condução coercitiva de Lula.

Noticia a Folha de S.Paulo que o Japonês da PF fez um tour com atores do filme “Polícia Federal – A Lei é Para Todos” pelas celas, mostrando presos como Eduardo Cunha e Marcelo Odebrecht.

Condutor da comitiva, Newton Ishii (que utiliza tornozeleira eletrônica por ter sido condenado por crime de contrabando) fez um “tour” com um produtor, atores e diretor do filme na cadeia de Curitiba para “observar” detentos como Eduardo Cunha e Marcelo Odebrecht.

“Eles ficaram acuados no canto da cela. Alguns lendo, outros deitados. Deprimente”.

E não para por aí.

De acordo com a defesa de Lula, a Polícia Federal cedeu imagens da condução coercitiva do ex-presidente à produção do filme.

O referido material também foi cedido à Veja, que reconheceu em reportagem ter tido acesso “à integra da gravação, efetuada por meio de uma câmera digital acoplada ao uniforme de um agente da PF que participou da ação. As primeiras cenas foram captadas antes mesmo de o sol nascer, na porta do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, onde vive Lula”.

O juiz Sérgio Moro afirmou que não pode ‘censurar’ imagens ilegais da condução coercitiva.

Deixe um Comentário!