Política

Lobão, investigado na Lava Jato, aprova Moraes

Lobão, investigado na Lava Jato, aprova Moraes

Lobão, investigado na Lava Jato, aprova Moraes – Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Investigado na Lava Jato, Edison Lobão (PMDB-MA) presidiu a sabatina de senadores que aprovou a indicação de Alexandre de Moraes ao STF.

Da Agência Brasil:


CCJ do Senado aprova a indicação de Alexandre de Moraes para o Supremo

Após mais de 11 horas de sabatina, com perguntas de 40 senadores, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou há pouco, por 19 votos a favor e 7 contrários, a indicação de Alexandre de Moraes, 48 anos, para ocupar vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A indicação ainda precisa ser votada pelo plenário da Casa, em sessão marcada para amanhã (22).

Indicado pelo presidente Michel Temer para o lugar do ministro Teori Zavaski, morto na queda de um avião em janeiro, Moraes falou sobre o chamado ativismo judicial, que é quando o Judiciário se antecipa ao Poder Legislativo e regulamenta temas que não foi abordado pelo Congresso,  como casamento gay e mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Questionado sobre aborto, o indicado preferiu não emitir opinião, porque disse que poderá ser chamado a se manifestar sobre isso em ação corrente no Supremo, o que significaria antecipação de voto.

A sabatina começou por volta das 10h com diversas questões de ordem da oposição pedindo o adiamento da reunião. O presidente do colegiado, senador Edison Lobão (PMDB-MA), negou todas. Ministro licenciado da Justiça, Moraes chegou ao Senado acompanhado da esposa e negou que tenha advogado para uma organização criminosa de São Paulo.

(…)


1 Comentário

  • Comissão fake! Todos com o mesmo objetivo: fugir da justiça! Lobão e Moraes, tudo a ver! Vergonha nacional! Mas o que esperar de um STF que tem Gilmar Mendes?
    O próximo passo deve ser libertar Cunha para ele não botar a boca no trombone! E a mulher dele, Cláudia Cruz não era para estar presa? Torrou nosso dinheiro e está impune, mas não prendem para não irritar mais o Cunha!

Deixe um Comentário!