Notícias

Janot pede arquivamento de inquérito contra Lindbergh Farias

Janot pede arquivamento de inquérito contra Lindbergh Farias

Janot pede arquivamento de inquérito contra Lindbergh Farias – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

De acordo com Rodrigo Janot, as provas colhidas não apresentam indícios de crimes cometidos pelo parlamentar.

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, pediu o arquivamento do inquérito que envolve o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) na Operação Lava Jato.

Para Janot, as provas colhidas não apresentam indícios de crimes cometidos pelo parlamentar. Em novembro de 2016 a Polícia Federal pediu o arquivamento da investigação.

A manifestação de Janot foi incluída no inquérito na noite desta terça (24). Caberá ao próximo relator da Lava Jato decidir sobre o pedido. Ainda não está definido quem vai relatar o processo após a morte do ministro Teori Zavascki na quinta (19).

O inquérito foi aberto em março de 2015 para apurar se o senador cometeu crimes de corrupção passiva qualificada e de lavagem de dinheiro.

Em delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse que, em 2010, Lindbergh teria lhe pedido R$ 2 milhões para sua campanha ao Senado.

Segundo Costa, o pedido foi atendido e o dinheiro foi repassado ao doleiro Alberto Youssef. Os valores seriam debitados da cota percentual direcionada ao PP no esquema de desvios da Petrobras.

“Os resultados das diligências realizadas (…) não foram capazes de reforçá-las, persistindo até mesmo dúvidas em relação a circunstâncias essenciais dos fatos aqui versados, tais como o local da primeira reunião entre o investigado e o ex-diretor da petrolífera e a suposta pessoa que teria repassado os R$ 2 milhões”, diz Janot na manifestação.

(…)

Fonte: Folha de S.Paulo

1 Comentário

Deixe um Comentário!