Política

Caso Teori: Juiz decreta sigilo nas investigações sobre queda do avião

Caso Teori: Juiz decreta sigilo nas investigações da queda do avião

Caso Teori: Juiz decreta sigilo nas investigações da queda do avião – Foto: AE

De acordo com o CENIPA, o gravador de voz do avião estaria danificado pela água; MPF e PF começam a ouvir testemunhas nesta terça-feira (24).

Saiu no Globo:


O juiz da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis, Raffaele Felice Pirro, decretou nesta segunda-feira o sigilo das investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal sobre a queda do avião que levava o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e outras quatro pessoas. A aeronave caiu em Paraty, no Sul-Fluminense, na última quinta-feira. Nesta terça-feira, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal vão ouvir testemunhas do acidente.

A procuradora Cristina Nascimento de Melo, do Ministério Público Federal em Angra dos Reis, pediu à Anac e ao comando da Aeronáutica documentos relativos à manutenção da aeronave e gravações de conversa entre piloto e torre de controle.

A Justiça Federal de Angra dos Reis também determinou que a investigação aconteça no âmbito federal, de acordo com o G1. Além dos inquéritos abertos pela PF e pelo MPF, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro havia instaurado investigação para apurar responsabilidades na queda do avião.

Ao apontar a competência federal, o juiz Raffaele Felice Pirro lembrou que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) fez o mesmo durante as apurações do acidente do avião da Gol, em 2006, que bateu no ar com um jato da Legacy.

Caixa reta tem dano

Segundo o G1, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), ligado à Aeronáutica, informou nesta segunda-feira que a caixa-preta do avião tem danos. No entanto, ela é dividida em duas partes e a que contém o gravador de voz é “altamente protegida”. A caixa-preta, que contém o gravador de voz, está em Brasília desde o último sábado.

A Aeronáutica não informou ao G1 se já identificou algum registro de voz no gravador ou se o contato com a água do mar o danificou.

Além do ministro do STF, morreram no acidente o empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do Hotel Emiliano, o piloto Osmar Rodrigues, a massoterapeuta Maira Lidiane Panas Helatczuk, de 23 anos, e a mãe dela, Maria Ilda Panas, de 55 anos.

(…)


Deixe um Comentário!