Notícias

Geddel chora ao comentar denúncia de Calero

Geddel chora ao comentar denúncia de Calero

Geddel chora ao comentar denúncia de Calero – Foto: Fabio R. Pozzebom/ABr

Ao comentar a denúncia feita pelo ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, Geddel Vieira Lima chorou. Ele estava em reunião com os líderes do governo na Câmara.

Saiu na Folha:


Geddel chora ao comentar polêmica e diz que assunto está encerrado

Investigado pela Comissão de Ética da Presidência da República, o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) chorou nesta terça-feira (22) ao comentar denúncia feita pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de que ele o teria pressionado a produzir um parecer técnico para liberar a construção de um prédio no qual adquiriu um apartamento.

Para o ministro, “o assunto está encerrado”.

Geddel falava do pai, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, morto no início deste ano, quando se emocionou durante reunião no Palácio do Planalto com líderes da base governista na Câmara. Ele lembrou que seu jeito “despachado” foi aprendido com o pai.

Os líderes assinaram um documento de desagravo ao ministro e saíram em sua defesa na reunião. Segundo o líder do governo, André Moura (PSC-SE), os líderes da base aliada irão em marcha ao Palácio do Planalto para entregar a carta a Geddel.

Após o encontro, Geddel disse que não quer mais comentar o assunto com a imprensa porque, agora, a discussão está na Comissão de Ética da Presidência da República.

“O assunto está encerrado. E como está na Comissão de Ética, não vou mais comentar com a imprensa. Peço que me respeitem”, disse ele.

Segundo a Comissão de Ética, Geddel foi notificado ainda na segunda-feira (21) sobre a decisão e terá um prazo de dez dias para apresentar a sua defesa.

O esforço do órgão federal é de conseguir concluir a análise do caso no dia 14 de dezembro, última reunião marcada no ano.

Caso não seja possível, há conselheiros que defendem a convocação de uma reunião extraordinária para tratar do tema.

(…)


3 Comentários

Deixe um Comentário!