Notícias

Pegaram o Alexandre de Moraes

Pegaram o Alexandre de Moraes

Pegaram o Alexandre de Moraes – Foto: Ravena Rosa/ABr

Segundo informações de documentos apreendidos pela Operação Acrônimo, a empresa de advocacia de Alexandre de Moraes teria recebido R$ 4mi de empresas investigadas pela Polícia Federal.

A Operação Acrônimo, coordenada por Polícia Federal e Ministério Público Federal, apreendeu documentos que indicam o pagamento de pelo menos R$ 4 milhões de uma das empresas investigadas, a JHSF Participações, de São Paulo, para a firma de advocacia do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, entre 2010 e 2014.

As informações são da Folha de S.Paulo.

A Polícia Federal encontrou no último dia 16 de agosto sobre a mesa de um dos principais executivos da JHSF, uma planilha impressa com o nome “Alexandre Moraes”, além de valores e duas siglas: PT e PSDB.

Após analisar pagamentos que seriam correspondentes a “honorários advocatícios”, os investigadores os descobriram outras planilhas que apontaram um total de R$ 4 milhões à firma do ministro.

A coordenação da Operação Acrônimo pediu ao ministro Herman Benjamin, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), relator da investigação, que informasse ao STF a necessidade de abertura de um inquérito.

Entretanto, o ministro do Supremo, Luiz Fux decidiu monocraticamente arquivar os documentos, entendendo não haver irregularidades nos pagamentos feitos à empresa de Moraes pela JHSF.

Diferentemente do que costuma acontecer em casos de contratos por prestação de serviços de consultoria ou advocacia, o juiz Sergio Moro, o Ministério Público e a PF têm exigido que os investigados comprovem os serviços realizados.

A Procuradoria-Geral da República confirmou que não recebeu a petição sobre o caso. A assessoria do STF disse não ter informações sobre o caso porque tramita em sigilo.

Em tempo: Será que com a mesma rapidez monocrática o ministro Fux arquivaria se os documentos desta investigação envolvessem um ministro de Lula? E será que um ministro de Dilma sobreviveria a tal achado como o nome completo numa planilha impressa de uma empresa investigada pela Lava Jato?

4 Comentários

Deixe um Comentário!