Brasil Cidadania

Pastores vendem suco de uva ‘ungido’ por R$ 1 mil

Pastores vendem suco de uva ‘ungido’ por R$ 1 mil

Pastores vendem suco de uva ‘ungido’ por R$ 1 mil – Foto: Reprodução

Assunto surgiu na internet em 2014 e foi repercutido nas últimas semanas. Pastores venderam suco de uva ‘ungido’ por R$ 1 mil.

Recentemente divulgou-se um vídeo em que o candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, afirmou que o Brasil ainda teria um presidente evangélico. Muitas das Igrejas chamadas pentecostais são sérias e merecem todo o nosso respeito, mas algumas delas promovem excrescências que nos fazem ter saudade da Idade Média.

A questão é que os fieis são quase que obrigados a fornecer subsídios para as Igrejas e, além disso, bancar a vida nababesca de alguns pastores. Abaixo uma representação do que é o desrespeito com a fé cristã e o desrespeito com os membros desta denominação.

Do Painel Político:


A noticia, de 2014, foi muito comentada na web ao mostrar a imagem dos pastores Agenor e Ingrid Duque “abençoando” e orando com as mãos e os braços dentro de um recipiente que continha suco de uva. Em resposta, a assessoria de imprensa da igreja negou que o suco de uva fosse utilizado para a santa ceia, informou que o suco foi consagrado para ungir os pertences dos fiéis. Mas não negou a venda.

A campanha foi organizada pelo pastor e sua esposa.

Revoltados, internautas comentaram, “que fundamento bíblico há para que eles façam essa ”campanha”? Nenhuma! Essa igreja poderia se chamar ”plenitude das heresias”, pois estes vagabundos ao invés de irem trabalhar, usam o nome de DEUS para lucrar muito dinheiro ao seu favor. O que mais assusta, é que as pessoas caem nestes golpes! As escrituras avisam sobre estes falsos profetas em diversas partes”.




Outros citaram a Bíblia, afirmando, “e por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. (2 Pedro 2:1-3)”.

A Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus é uma igreja neopentecostal fundada em São Paulo, em 2006, por Agenor Duque e Ingrid Duque. Agenor Duque é ex-pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus, fundou uma nova denominação religiosa em 7 de setembro de 2006.

Em dezembro de 2015, a revista Época acusou Agenor Duque de charlatanismo, em uma reportagem. No olho da matéria, a jornalista Aline Ribeiro disse: “Numa incansável cruzada por arrecadação, o autointitulado apóstolo Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, pede à plateia que raspe a carteira e que doe até o décimo terceiro salário. Já anda de Porsche e voa de jatinho”.


Em Tempo: O site Boatos.org não confirmou se o o valor cobrado pelo suco era este, mas confirma todas as outras informações acima publicadas.

9 Comentários

  • E o meu povo, FOI DESTRUIDO, porque tomou SUCO DE UVA, agenor duque (com minúscula pois crápula, é adjetivo qualificativo) apostolo 171. Pode não aliviar nossas dores, mas que alivia nossas carteiras, isso ninguém te duvidas.

  • E assim caminha a humanidade. O que podemos dizer? Esses “pastores” vendem idéias. São mesmo seguidores de Cristo? Cristo cobrou para lavar os pés dos discípulos? Não, claro que não. Porém até para tocar os pés da mulher do Agenor cobraram. E ainda mais um suco de uva milagroso.São as denominadas campanhas que levantam para angariar dinheiro. Deveriam ir para o Oriente Médio, levantar campanhas para o povo de lá. O que será que eles iriam conseguir?
    Mas aqui, vive-se uma libertinagem religiosa.

  • Se deus existisse não fariam essas gracinhas, mas não deus dá o livre arbítrio, religiões somente dizem o que queremos ouvir e deste modo fácil demais arrebatar seguidores, lei para charlatanismo precisa ser mudada tem vagabundo e malandro em excesso dando 171 nos otários que se dizem fiéis

  • Que bom que vcs reconheceram, que existem muitas igrejas pentencostais sérias… Também sou evangélico, mas não concordo com o tipo de comercio que alguns estão criando dentro das igrejas. O fato é que, não há quem ainda não conheça a verdade, pq ao contrário dos tempos medievais, todos têm acesso a informação e, principalmente, a biblia.

Deixe um Comentário!