Notícias

Temer vai à China comprar sapatos

Temer vai à China comprar sapatos

Temer vai à China comprar sapatos – Foto: Reprodução

A China é o maior concorrente do Brasil no setor calçadista. E o que faz Michel Temer no intervalo das reuniões do G20? Vai comprar sapatos chineses.

Michel Temer não foi à China encontrar a legitimidade e nem trazer de volta a alegria que o Papa Francisco não vê no Brasil. Foi comprar sapatos chineses, os maiores concorrentes do setor, hoje no Brasil. Ele não é só um golpista desastrado. Falta-lhe marketing.

De acordo a CRI (China Radio International), Temer gastou aproximadamente 1,197 yuan (cerca de US$ 180 dólares) com o calçado e um brinquedo e permaneceu no centro de compras por aproximadamente uma hora.

Alguém da comitiva de Temer deveria informa-lo que a indústria chinesa de calçados é um dos maiores problemas para a economia de sapatos do Brasil.

De acordo com o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, em 2015, a importação de calçados da China foi de US$ 45,9 milhões, 80% menor do que antes da aplicação da sobretaxa (taxa adicional ou suplementar sobre algo já tributado).

Atualmente a China produz mais de 11,3 bilhões de pares de calçados por ano, exportando mais de 8 bilhões deles. A participação chinesa nas exportações mundiais de calçados chega a mais de 70%.

E o Temer, no dia de folga, resolve comprar sapatos. Um desastre de marketing.

2 Comentários

Deixe um Comentário!