Notícias

Moro: Palocci está preso porque não há provas

Moro: Palocci está preso porque não há provas

Moro: Palocci está preso porque não há provas – Foto: Laerte Coutinho

Não foram encontradas provas do recebimento de propina e, por isso, Moro decidiu que Palocci deve ficar preso, “enquanto não houver tal identificação”.

Saiu no Consultor Jurídico:


Falta de provas justifica prisão temporária de Palocci, afirma Sergio Moro

O ex-deputado e ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antônio Palocci é acusado de receber propina para trabalhar pela Odebrecht dentro do governo e no Congresso Nacional. Mas como não foram encontradas provas do recebimento dessas quantias, Palocci deve ficar preso, “enquanto não houver tal identificação”.

Essa é a motivação usada pelo juiz Sergio Fernando Moro, titular da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, onde corre a maioria dos processos da “lava jato”, para mandar prender o ex-ministro.

De acordo com o juiz, as investigações da operação “lava jato” apresentaram provas de que R$ 128 milhões foram pagos a Palocci para favorecer a construtora no governo. Entretanto, ainda não há provas do recebimento desse dinheiro, e nem a conta em que essa quantia foi depositada.

Para Moro, isso é indício de que Palocci usa de um “modus operandi” já visto em outras ocasiões, de usar “contas secretas no exterior ainda não identificadas ou bloqueadas”. E, enquanto essas contas não forem encontradas, “há um risco de dissipação do produto do crime”.

“Enquanto não afastado o risco de dissipação do produto do crime, presente igualmente um risco maior de fuga ao exterior, uma vez que os investigados poderiam se valer de recursos ilícitos ali mantidos para facilitar fuga e refúgio no exterior”, escreveu Moro.

(…)


[color-box color=”white”]NP

 

 

Engraçado. As contas de Eduardo Cunha até hoje não foram totalmente encontradas e a propina recebida por ele também não. Cunha não está preso. Moro devolveu o passaporte de Cláudia Cruz. Ou seja, permitiu-lhe a possibilidade de fugir. Que Justiça é esta que prende alguém pela inexistência de provas? E deixa outro livre tendo comprovações cabais de seus crimes?

[/color-box]

9 Comentários

  • Enquanto houver “injustiça”…enquanto houver “Moro”…haverá a consolidação do “golpe” e o fim da legalidade, da democracia e da Constituição…tudo isto com a inatividade de um Judiciário conivente e solidário…talvez mais “corrupto” que a corrupção…

    • Quando um desembargador é “aposentado” com R$30 mil, porque “soltou” um grande traficante e deixa de ser investigado…a suspeita é que no Judiciário existem corruptos…pela função que ocupam, são mais corruptos que a corrupção…

  • Já não vivemos em um Estado Democrático de Direito, a cada minuto, a cada hora e a cada dia, aceitamos passivamente as aberrações jurídicas produzidas não só pela província de Curitiba, mas também pela cúpula do poder judiciário, do CNJ e dos demais órgãos que se apequenam e perdem a credibilidade ao optar em não restabelecer a ordem jurídica.
    A escolha por prender para depois investigar já se tornou corriqueira, efetuar uma condução coercitiva sem obedecer o Código de Processo Penal (“Art. 260. Se o acusado não atender à intimação para o interrogatório, reconhecimento ou qualquer outro ato que, sem ele, não possa ser realizado, a autoridade poderá mandar conduzi-lo à sua presença”) tornou-se pratica comum e ao que se vê a pratica de fatos ilegais se encontram autorizados segundo TRF4.
    Mais triste ainda é saber que é nosso sistema jurídico encontra-se totalmente partidarizado e que não terá a decência de realmente apurar e investigar os envolvidos de outros partidos.

  • Concordo plenamente e endosso o que diz ‘Sônia’ (acima)… Se for do ‘psdb’ (não merecem maiúscula), do pmdb, dem, etc. etc…. o resultado é… “não vem ao caso”… ???????!!!!!!!!!!…… Triste e vergonhosa essa nossa situação com a “Absurda Justiça! Surreal”… como bem disse Sônia!…
    Onde estão os ‘Cunha… Calheiros… Temer… Sarney… Serra… ‘e tantos outros já denunciados ?????…. Se fossem do PT…………..

      • eu não escrevi isto o que eu escrevi segue abaixo

        Já não vivemos em um Estado Democrático de Direito, a cada minuto, a cada hora e a cada dia, aceitamos passivamente as aberrações jurídicas produzidas não só pela província de Curitiba, mas também pela cúpula do poder judiciário, do CNJ e dos demais órgãos que se apequenam e perdem a credibilidade ao optar em não restabelecer a ordem jurídica.
        A escolha por prender para depois investigar já se tornou corriqueira, efetuar uma condução coercitiva sem obedecer o Código de Processo Penal (“Art. 260. Se o acusado não atender à intimação para o interrogatório, reconhecimento ou qualquer outro ato que, sem ele, não possa ser realizado, a autoridade poderá mandar conduzi-lo à sua presença”) tornou-se pratica comum e ao que se vê a pratica de fatos ilegais se encontram autorizados segundo TRF4.
        Mais triste ainda é saber que é nosso sistema jurídico encontra-se totalmente partidarizado e que não terá a decência de realmente apurar e investigar os envolvidos de outros partidos.

Deixe um Comentário!