Blog do Mailson Ramos

Michel Temer está preso numa redoma

Michel Temer está preso numa redoma

Michel Temer está preso numa redoma – Foto: Marcos Corrêa/PR

Michel Temer parece não querer enxergar de que maneira ascendeu ao poder, a sua impopularidade, o clube de corruptos que comanda.

Na última sexta-feira (09), Michel Temer recebeu jornalista de O Globo para entrevista. Como nos velhos tempos – e utilizando-se da expertise em democratizar golpes de Estado (ou transformá-los em revolução) o jornalão dos Marinho investiu desta vez na imagem de um homem que “só quer governar”. Para complementar a expressão só falta o “que mal há nisso?”

Que mal há em urdir e tramar a derrubada de uma presidenta democraticamente eleita, com um Congresso Nacional infestado de corruptos, e utilizando-se dos mais baixos expedientes para enfraquecê-la? O governo de Temer nasce destes ardis. E ele, procurando apoio não se sabe de quem, lança mão de uma desculpa esfarrapada.

Temer disse respeitar as manifestações, mas diferente daquelas que o ajudaram com o enfraquecimento de Dilma, estes manifestantes tem sentido o peso do Estado policial; tem sentido a mão forte e repressiva digna de um governo autoritário e ilegítimo que precisa da violência para se estabelecer.

Temer não poderia ter escolhido outro ministro da Justiça sem a disposição para o mal como Alexandre de Moraes. O que se nota, entretanto, é uma mudança no discurso do governo. Temer não fez referência a números e não menosprezou as manifestações contra o seu governo: “Só que, eu não quero falar em número, porque novamente começa a aumentar mais o número, mas disseram que era cem mil, 30 mil, 18 mil. Não importa.”

Está muito claro que Temer é um governante à procura de legitimidade para permanecer no cargo. Está, entretanto, diante de um país que não o aceita nesta posição. A sua popularidade é irrisória. Reservadíssimo nos eventos públicos, incapaz de utilizar insígnias para não afrontar ainda mais os opositores, pressionado por PSDB e chantageado por uma base que o pressiona a aprovar reformas, Temer vê o governo balançar.

É um governo recente, mas erguido sobre uma base ilegítima. E a cada semana um novo escândalo. Desta feita, Fábio Medina Osório, ex-ministro da AGU, soltou o verbo e disse que o governo está tentando abafar a Lava Jato. O ministro praticamente ratificou o que disse Romero Jucá nas conversas com Sérgio Machado.

A expectativa é de que nesta semana o clima se acirre ainda mais em Brasília. É que Eduardo Cunha poderá ter o mandato cassado amanhã. As promessas de represálias e as ameaças do deputado afastado assustam boa parte dos deputados aliados e dos membros do governo. O próprio Michel Temer estaria na linha de fogo de Eduardo Cunha.

Está escrito nas estrelas que este governo baseado num golpe é um castelo de cartas. Desmoronando.

1 Comentário

  • A delação do Sérgio Machado foi rica em detalhes e forneceu muitas informações importantes por isso fizeram tudo para abafá-la. Hoje estamos vendo acontecer tudo o que ele falou em sua delação. A verdade está aparecendo.

Deixe um Comentário!