Blog do Mailson Ramos

Fábio Medina Osório ratificou Jucá

Fábio Medina Osório ratificou Jucá

Fábio Medina Osório ratificou Jucá – Foto: TSE/ MT

As revelações do ex-ministro da AGU, Fábio Medina Osório, são parte do que disse Romero Jucá, em detalhes mais sórdidos sobre o fim da Lava Jato.

As revelações de Fábio Medina Osório sobre a intenção do governo Temer em acabar com a Lava Jato caíram como uma bomba no Planalto. Isso porque elas são a reafirmação das palavras de Romero Jucá em conversa com Sérgio Machado.

No Brasil da hipocrisia isso passa em brancas nuvens. Interessava aos antipetistas reforçar que Lula e Dilma pretendiam barrar a operação de Curitiba. Foi quase uma declaração inicial de que Temer e os seus ministros jamais interviriam contra a força-tarefa.

A visita de Alexandre de Moraes, ministro da Justiça, a Curitiba – onde posou para foto com Sérgio Moro – deu novo alentou aos simpatizantes do governo. A indignação seletiva não os permite ver, porém, que este governo está infestado de investigados pela Lava Jato. O seu núcleo maciço é um puro lamaçal.

Por ocasião da visita do ministro da Justiça, os delegados federais divulgaram uma nota em repúdio à substituição de agentes de forma abrupta. O site Nossa Política noticiaria este fato na matéria ‘Adeus Lava Jato: o desmanche começou’. Muitos navegantes contestaram, mas aquela era uma demonstração do sufocamento das investigações sediadas em Curitiba.

Fábio Medina Osório coloca sobre Eliseu Padilha a responsabilidade por alguns inquéritos não chegarem às suas mãos. “Me parece que o ministro Padilha fez uma intervenção junto a Grace Mendonça, que, de algum modo, compactuou com essa manobra de impedir o acesso ao material da Lava-Jato”, conta ele a Veja.

Para o ex-ministro, o governo quer abafar a Lava Jato. E ratifica o que disse Romero Juca, em outras palavras, quando disse a Sérgio Machado que era preciso estancar a sangria. O Judiciário passou por cima deste escândalo, pois o que de fato interessava era a queda de Dilma. O acordão que envolveria até ministros do STF permanece no esquecimento.

Mas aos poucos os detalhes do sufocamento da Lava Jato vão aparecendo. De repente os idólatras de Sérgio Moro vão perceber que o governo do sucessor de Dilma trabalha com morosidade para a Lava Jato não ande. A operação vai rastejar até estagnar. A vitória dos corruptos está mais próxima do que a assepsia, aquela assepsia citada por Ronaldo Caiado.

2 Comentários

  • Até aí, nenhuma novidade.Eu nunca tive dúvidas da veracidade, das informações citadas na colaboração de Machado e neste momento estamos vendo que tudo o que o Sérgio Machado falou está acontecendo. A verdade sempre aparece.

  • Vamos ver até onde vai o “não vem ao caso”! Gravação com um Senador(Romero Jucá), declarações de um ministro (Osório Medina)! Só falta a delação de um deputado (Cunha)! Será que seria relevante?

Deixe um Comentário!