Notícias

Estadão pede a cabeça de Alexandre de Moraes

Estadão pede a cabeça de Alexandre de Moraes

Estadão pede a cabeça de Alexandre de Moraes -Foto: Luiz Carlos Murauskas/ Folhapress

Jornalão pediu a cabeça do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, a quem se referiu como “um ministro insustentável”.

O Estadão resolveu pedir a cabeça de Alexandre de Moraes, ministro da Justiça. E não aceitou a contemporização de Michel Temer que parece ter resolvido a polêmica na base da conversa. “Infelizmente, porém, o presidente Michel Temer, sabe-se lá por que razões, preferiu contemporizar, correndo o risco de ter de enfrentar novas crises em razão do comportamento irresponsável de Moraes.”

O jornal entende que Temer deveria mostrar firmeza agora para coibir a incontinência verbal de ministros que estão dispostos a tudo para aparecer oportunamente. “Infelizmente, porém, o presidente Michel Temer, sabe-se lá por que razões, preferiu contemporizar, correndo o risco de ter de enfrentar novas crises em razão do comportamento irresponsável de Moraes.”

A situação, entretanto, não encobre um malfeito pior que foi a antecipação de uma operação da Polícia Federal para favorecer um candidato de sua legenda. “Nada disso, porém, diminui a gravidade do que houve. Não cabe ao ministro da Justiça jactar-se das operações da PF como se delas fosse o líder. Tal comportamento já seria impróprio em circunstâncias rotineiras, mas Alexandre de Moraes resolveu adonar-se da Lava Jato em plena campanha eleitoral, exibindo-a como troféu para ajudar um candidato”.

Velho conhecido dos paulistanos, Alexandre de Moraes acumulou cargos no governo do prefeito Gilberto Kassab quando foi secretário. “O paulistano teve a oportunidade de experimentar seu modo atabalhoado de trabalhar quando ele foi o “supersecretário” do prefeito Gilberto Kassab, entre 2009 e 2010, acumulando funções nos Transportes e nos Serviços. Naquele período, anunciou decisões sem comunicá-las ao chefe, teve de voltar atrás de medidas apressadas que atrapalharam o trânsito e, em meio a enchentes causadas pelo acúmulo de lixo em bueiros, disse que a cidade estava mais limpa do que nunca”.


2 Comentários

Deixe um Comentário!