Mídia Opinião

Duvivier: Tá difícil defender a Dona Folha

Duvivier: Tá difícil defender a Dona Folha

Duvivier: Tá difícil defender a Dona Folha – Foto: Reprodução

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, o ator Gregório Duvivier desanca o próprio jornal: Só há golpe quando há medo. Quando a senhora contribui com o medo, a senhora contribui com o golpe.

Em seu editorial na sexta (2), a senhora diz que se o governo não souber “reprimir os fanáticos da violência”, o Brasil corre o risco de se transformar numa ditadura assim como aconteceu na “Alemanha dos anos 30”. À polícia do Estado de S. Paulo, que já não é famosa pela gentileza, a senhora recomenda que “reprima” mais duramente os “grupelhos extremistas” – porque senão os baderneiros vão tomar o poder e transformar o Brasil na Alemanha nazista.

Concordo que existem muitas razões pra ter medo. Mas não pelas mesmas razões. O vampiro que nos governa acaba de recriar o Gabinete de Segurança Institucional. O ministro da Justiça pede menos pesquisa e mais armamento. Uma jovem perde um olho atacada pela polícia. Uma presidenta democraticamente eleita é derrubada porque teria cometido um crime, mas não perde os direitos políticos porque afinal ela não cometeu crime nenhum. O Senado que a derrubou por causa de créditos suplementares muda a lei em relação aos créditos no dia seguinte à sua queda.

Concordo quando a senhora diz que uma ditadura se avizinha, mas discordo que são os “black bloc” que vão tomar o poder. Dona Folha, a senhora já conheceu um “black bloc”? “Black blocs” em geral têm 12 anos, espinhas e mochila cheia de roupa preta e remédios pra acne.

Não sei se por ignorância ou cinismo, a senhora ignorou o fato de a Alemanha nazista não ter sido criada pelos “fanáticos da violência”. Como bem lembrou Bruno Torturra, a Alemanha nazista se consolida quando Hitler culpa os tais baderneiros pelo incêndio do Reichstag e cria um Estado de exceção com o objetivo de “reprimir baderneiros” – igualzinho a senhora tá pedindo.

Quando o Reichstag pegou fogo, os jornais pediram medidas de emergência contra os “baderneiros” em editoriais muito parecidos com o seu. Hitler não teria ganhado terreno sem uma profusão de jornais pedindo “mais repressão aos grupelhos” – jornais estes que, vale lembrar, depois foram proibidos de circular.

O golpe de 64 não foi obra do “extremismo”, mas daqueles que alegavam querer combatê-lo. Quem instaura a ditadura não são os baderneiros, são os apavorados. Só há golpe quando há medo. Quando a senhora contribui com o medo, a senhora contribui com o golpe.

Um jornal é do tamanho dos inimigos dele. Quando a senhora pede maior repressão a adolescentes desarmados, se alinha com o mais forte e faz vista grossa pra truculência. Jornalismo, pra mim, era o contrário.

4 Comentários

  • gilson moura, o michel GOLPISTA temer, é comunista e socialista, então o povo brasileiro, é norte americano, você escreveu um bocado de BABOZEIRA, e não disse nada, rosto do MORDOMO DO DRÁCULA, para nós é FUCINHO, se ele for socialista, o CÚnha é honesto.

  • Então quer dizer que o Temer é de direita e o Brasil pode virar nazista? kkkkkkk não acredito que li essa porcaria de matéria.
    Esse socialista e comunista Gregório Duvivier é uma piada mesmo, além de fazer um filme porcaria, fica falando porcaria.
    Meu amigo, os 54 milhões de votos da “presidenta” Dilma continuou na presidência, em tese nada mudou, apenas a manutenção da chapa que mudou, sendo agora o rosto de Temer na presidência. Na próxima eleição escolha um vice adequado ao projeto de poder(comunista,socialista) que vocês tanto querem. Fica a dica.
    Uma outra coisa importante a destacar é que o Temer é comunista e socialista assim como o Lula, Dilma, Ciro Gomes, Duvivier, o que muda são as ambições individuais desses “seres” brasileiros. São amigos de ideologia, mas em um pequeno deslize passam a perna no seu “cumpanheiro”, e o Temer não é exceção.
    E desde quando o nazismo é de direita? Não há nenhuma possibilidade lógica de definir um regime que restringe a liberdade de mercado como direita. O ódio de Hitler para com os soviéticos era por motivos raciais e geopolíticos e não por uma concepção diferente de estado, que era exatamente a mesma nos 2 regimes.
    A economia nazista era toda voltada para a guerra, não se tinha qualquer liberdade de mercado, tanto que de uma economia destruída conquistou em pouco tempo, um dos exércitos mais poderosos da época da pré-guerra.
    http://www.fatosdesconhecidos.com.br/10-empresas-que-lucraram-com-o-nazismo/

    • Sr. Gilson Moura, existe muita diferença entre socialismo e comunismo. Quando você diz que fulano é comunista e socialista, você está apenas mostrando o quanto você não entende nada do assunto. O que você entende sobre comunismo e socialismo é 0. Procure estudar e se informar melhor, antes de fazer comentários ignorantes.

Deixe um Comentário!