Blog do Mailson Ramos

A vergonha que José Serra fez o Brasil passar

A vergonha que José Serra fez o Brasil passar

A vergonha que José Serra fez o Brasil passar – Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

José Serra tentou comprar voto do Uruguai para impedir que a Venezuela assumisse a presidência pro tempore do Mercosul.

Tudo o que tem feito José Serra desde que assumiu o ministério das Relações Exteriores é envergonhar o Brasil; primeiro, tentou inutilmente dar ares de legitimidade ao governo golpista de que faz parte; depois, quis falar grosso com a Bolívia, enquanto tirava os sapatos para pisar no carpete da Casa Branca.

Desta feita, José Serra, acompanhado de FHC, outra excrescência da política nacional pós-golpe – e que ninguém se esqueça do seu governo de sucatas –, extrapolou ao sugerir que o Uruguai votasse contra a Venezuela para impedir que o país assumisse a presidência temporária do Mercosul.

Não adiantou. O chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, que parece não gostar nem um pouco de Serra, admitiu o assédio do governo brasileiro em barrar a posse da Venezuela. O papelão que o Brasil fez nesta história não será corrigido nem mesmo com desculpas, até porque o senador Roberto Requião (PMDB-PR) já o fez. A mancha que borra a diplomacia brasileira é a figura de José Serra.

Não há outra palavra para definir este comportamento que não seja vergonha, a vergonha que sentem os brasileiros diante desta política suja feita por Serra e os seus diplomatas zelosos. A questão é que o governo golpista não está interessado em saber o que pensa a opinião pública. Insensível à política diplomática exercida pelos seus predecessores, Serra segue desmontando relações onde deveria criar novos diálogos e novas possibilidades de comércio.

Ele nos envergonha não somente com esta história de compra de voto. Mas por aquela história da propina que a Odebrecht, tão solícita, lhe doou. Recentemente, no México, diante de sua homóloga, Serra não hesitou em fazer uma piada sem graça que deixou desconcertada boa parte dos presentes no evento.

Numa análise temporal, é bom saber que como um ministro das Relações Exteriores como José Serra o governo golpista desvenda a sua verdadeira face. E continuará falando grosso com a Bolívia para falar fino com os Estados Unidos. Uma excrescência senhoras e senhores. Uma excrescência.

5 Comentários

Deixe um Comentário!