Blog do Mailson Ramos

Temer é um Robin Hood às avessas

Temer será um Robin Hood às avessas

Temer é um Robin Hood às avessas – Foto: Beto Barata/PR

Para retirar dos pobres os programas sociais e entregar incentivos às grandes corporações, grupos elitistas, oligarquias midiáticas e sonegadores de impostos.

O governo não terá mais como meta a tríplice vacina contra a desigualdade social: a distribuição de renda, o fortalecimento dos programas sociais e a execução de políticas sociais redistributivas.

Isso nos leva a considerar que o presidente interino será uma espécie de Robin Hood às avessas, porque tirará dos pobres para entregar aos ricos.

O Brasil verá, diferentemente de Sherwood, poderosos retirando o pouco que os pobres têm para satisfazer a fome do mercado e do seu instinto naturalmente predatório. Assim sempre foi.

Acontece que durante a era petista, a distribuição de renda foi uma das principais armas dos governos contra a desigualdade social. É visível que as pessoas mais pobres tenham alcançado melhores condições de vida.

A interrupção deste processo com a desculpa da crise não esconde, porém, os reajustes que este governo concedeu, por exemplo, ao judiciário.

Notem os brasileiros que este governo não tem discurso de concessão, senão quando o assunto é privatizar estatais e minimizar o Estado.

O trabalhador pode não se preocupar com o que está acontecendo em Brasília, mas brevemente terá os seus direitos despojados, com a destruição da CLT.

O Papa Francisco, que possivelmente assiste à venda da Argentina para o capital estrangeiro, afirmou que vender a pátria seria como vender a própria mãe. Aqui no Brasil, acontece o pior: não se vende; se entrega.

O adeus ao pré-sal teve início com a entrega de bloco exploratório da Bacia marítima de Santos, chamado de Carcará, a empresa norueguesa Statoil Brasil Óleo e Gás por cerca de R$ 8 bi quando valeria R$ 22 bi.

O povo, quando superar o torpor provocado pela massificação antipetista da mídia e enxergar que está sendo feito, poderá reaver o seu país. Do contrário será um assalto por dia.

Para que todos se acostumem com a sonegação como se ela não fosse a própria corrupção; para que as forças da elite sobrepujem mais uma vez uma inteira população, de maioria pobre.

E que quiser acreditar em Temer, o herói que traiu a presidenta da República para ascender ao poder, dê uma olhada nos números da economia e no número de desempregos de abril até aqui. Se houve redução de alguma coisa neste governo foi de direitos.

2 Comentários

Deixe um Comentário!