Blog do Mailson Ramos

Moro buscou Lula no triplex e encontrou a Mossack Fonseca

Moro buscou Lula no triplex e encontrou a Mossack Fonseca

Moro buscou Lula no triplex e encontrou a Mossack Fonseca – Foto: Aroeira

Sérgio Moro, juiz parcial, se depara mais uma vez com a Mossack Fonseca, aquela que também é dona da mansão dos Marinho em Paraty.

Em julho, a Polícia Federal realizou mandado de busca e apreensão na Friboi, em mais uma fase da Operação Lava Jato, chamada de Sépsis. Houve a expectativa dos crédulos antipetistas de que Moro chegasse a Lulinha.

Só que em vez de achar o filho do ex-presidente Lula, a Polícia Federal acabou chegando a Lúcio Bolonha Funaro, doleiro ligadíssimo a Eduardo Cunha. E também achou rastros do Meirelles que, mesmo afirmando não ter mais ligação com a JBS (proprietária da Friboi), pertenceu ao Conselho Consultivo da empresa até maio deste ano.

Nesta semana, um laudo da Polícia Federal confirma que o tríplex do Guarujá não é do Lula. De acordo com o documento entregue na semana passada, foram indiciados a publicitária Nelci Warken (que admitiu ser a verdadeira dona de um tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá) e funcionários da Mossack Fonseca no Brasil.

Leia também:

Isso mostra que Sérgio Moro promove uma caçada insana contra Lula baseado em fatos que sempre foram desmentidos pelo ex-presidente em várias ocasiões. E ele não está só: quem não se lembra de Cássio Conserino, promotor de justiça, que pediu a prisão de Lula por mentir sobre a propriedade do tríplex? O que dirá o promotor que trocou Engels por Hegel em busca de holofotes?

A mídia protagonizou verdadeiro estardalhaço com as notícias negativas sobre Lula. Boa parte dela auxiliou e auxilia os adversários do ex-presidente na desconstrução de sua imagem. Blogueiros dos grandes jornais e portais de notícia “fizeram a caveira” daquele que mentia sobre a posse do tríplex do Guarujá.

Desfazer a imagem dos petistas utilizando-se de informações e notícias inverídicas se tornou um mantra para a mídia. Ela se abastece com as falhas da Justiça e da sua completa promiscuidade. Vazamentos seletivos, decisões equivocadas e perseguições são algumas marcas desta sanha desenfreada contra Lula.

E Moro erra mais uma vez. Bom mesmo seria se ele encarasse a Mossack Fonseca e procurasse saber sobre a relação entre ela e os Marinho, donos de uma mansão em Paraty. No dia em que Moro encarar esta turma, aí gregos e troianos estarão de acordo que ele é imparcial. Por enquanto, ele continua fazendo jus ao mote de sua parcialidade levando a vida com “isso não vem ao caso”.

2 Comentários

  • 6O imbróglio jurídico investiga do caso Lula tem versões ambíguas de ambas as partes e o leitor sem acesso aos autos do processo fica sem saber a realidade dos fatos
    Para ser isento no caso será necessário que tais docs e probatório concreto ve há ao conhecimento público em sua realidade nua e crua e os reais culpados sejam julgados e condenados na forma da lei sem politização do caso

Deixe um Comentário!