Nossa Política

O golpe é um tiro no pacto social e na democracia

 O golpe é um tiro no pacto social e na democracia
O golpe é um tiro no pacto social e na democracia – Foto: Marcos Corrêa/PR
O Brasil se prepara para voltar ao passado achando que está chegando ao futuro; o golpe é um tiro no pacto social e na democracia.

A desigualdade grita. Ela é um recorte da injustiça histórica do Brasil. E aqueles que ousaram alterar este recorte – ainda que de maneira tímida – são reconduzidos ao ocaso.

Foi a primeira vez em que o pobre sentiu o gosto de viver, quando usufruiu da assistência social de um governo cujas bases estabeleciam um novo pacto social.

O pacto pelo fim da fome, da miséria; o pacto pelo qual o filho do pobre pudesse pisar no salão de uma universidade; o pacto da construção da soberania nacional para não baixar a cabeça diante do imperialismo.

O golpe perpetrado hoje no Senado é um tiro no pacto social e na democracia. Como aquele que matou Vargas.

E os pobres vão sofrer a dor. Hoje ou amanhã. O governo que se estabelece não foi eleito, não tem programa senão o das elites dominantes, não tem legitimidade alguma.

O pior está por vir. Mas a luta continua.

Em tempo: O impeachment, aprovado agora pelo placar de 61 a 20, é a prova de que o Brasil mergulhou na escuridão de um abismo.

1 comentário