Blog do Mailson Ramos

A renúncia de Cunha é mais uma manobra

A renúncia de Cunha é mais uma manobra

A renúncia de Cunha é mais uma manobra – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A renúncia de Eduardo Cunha é mais uma de suas manobras; estratagema para escapar do cadafalso, a abdicação foi pensada por apoiadores.

Para escapar do cadafalso, um homem como Eduardo Cunha seria capaz de entregar o cargo de presidente da Câmara dos Deputados, mas não somente isso; ele seria capaz de se dizer vítima, clamar pelo nome de Deus e chorar durante o anúncio da abdicação.

Cunha é um insulto, um achincalhe a todos nós os brasileiros.

Não há o que comemorar com a sua renúncia, sobretudo porque ele, ao aceitá-la solenemente, demonstra o seu caráter maquiavélico; foi mais uma manobra e talvez a mais suja dentre todas elas até aqui.

Abdicar agora foi uma estratégia de imagem e de defesa: distante dos holofotes, o ex-presidente da Câmara vai preservar a sua já depauperada imagem. Naturalmente a imprensa o deixará de lado para considerar que o castigo foi aplicado.

Do ponto de vista da defesa, ao renunciar, Cunha terá os seus processos direcionados à segunda turma do STF, presidida por Gilmar Mendes.

O amigo navegante deve saber quais são as relações entre Eduardo Cunha e Gilmar Mendes. Os dois, ao lado de Paulinho da Força, protagonizaram aquele café da manhã famoso na residência oficial do presidente da Câmara, onde se discutiu o impeachment de Dilma.

Os aliados de Cunha sabiam do que aconteceria com a renúncia e o convenceram a abandonar o cargo por razões que, mais tarde, saberemos todos. Agora é possível notar que o peemedebista é tão perigoso quanto supunham todos os seus adversários.

Há muito tempo ele deveria estar preso; o silêncio do STF foi tão maquiavélico quanto suspeito. Este homem, que manobrou a Câmara dos Deputados por quase dois anos, é a imagem perfeita da política suja, escape das punições e dos rigores da lei.

Tal qual um procelo que se submete ao lamaçal dos pântanos, Eduardo Cunha vai chafurdando na lama pela conveniência da própria justiça. E terá um lugar ao sol. Terá agora o auxílio de Gilmar Mendes que não se considerará suspeito nem que a vaca tussa.

Viva o Brasil!

Deixe um Comentário!