Blog do Mailson Ramos

Por onde anda Aécio Neves?

Por onde anda Aécio Neves?

Por onde anda Aécio Neves? – Foto: Lula Marques/Agência PT

Ainda que a Lava Jato mantenha como alvos definidos os políticos do PT, não se pode negar que o nome de Aécio Neves aparece naturalmente nas citações dos delatores. E isso o faz desaparecer.

Durante as manifestações favoráveis ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff em 2015, Aécio se comportou como lhe exigiam as convenções de um oportunista sem moral: convocou os manifestantes, reforçou a necessidade de manutenção da Lava Jato, louvou os procuradores do MPF, juízes e delegados federais, Sérgio Moro e, sem mais delongas, levantou o dedo em riste contra o PT, chamando-o de organização criminosa.

A Lava Jato se tornou um amuleto da oposição. Era ela que dava munição aos parlamentares oposicionistas para atirar impiedosamente contra o governo, muitas vezes com armas seletivas advindas de vazamentos criminosos e de informações nunca confirmadas plantadas pela imprensa. Nasceu desta jogada entre mídia e políticos da oposição um sismo central na base governista, o que desencadeou o pedido de impeachment.

Lampeiro, Aécio Neves encontrou-se com o destino há muito perseguido: conseguia enfim ver o afastamento de Dilma e a destruição da base social petista, pelo acirrado ataque midiático. O senador já havia sido citado por Alberto Youssef, Fernando Moura e por Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará. Aécio soube contornar muito bem estas situações negando, como sempre, que estes fatos fossem verdade.

A bomba estourou com a delação de Delcídio Amaral. E depois com as gravações de Sérgio Machado, em que Aécio aparece como figura principal neste lamaçal de corrupção e na construção do mais vagabundo (vagabundíssimo, diria o Mário Magalhães) golpe de estado perpetrado contra Dilma Rousseff. Depois vêm os indiciamentos de Rodrigo Janot, procurador-geral da República. Ainda que com a proteção suprema de Gilmar Mendes, Aécio está sendo investigado.

E talvez seja por isso que ele desapareceu. Desapareceu para poupar-se dos desgastes da política atual. Ou para se esconder quando já não pode levantar o dedo em riste contra os petistas. Políticos como Aécio Neves envergonham o Tancredo. Era de uma clareza solar que respingos de corrupção afetariam a todos os partidos, mesmo que alguns deles tenham do Dr. Sérgio Moro tratamento diferenciado. E o julgamento não se faz só em Curitiba. O povo está acompanhando tudo.

Durante a manifestação de 13 de março, Aécio e Geraldo Alckmin se meteram no meio da turba e tiveram que sair no camburão sob os protestos daqueles a quem eles mesmos convocaram. A oposição, por sua falta de sensibilidade, acirrou os ânimos e acabou sofrendo de um mal autoprovocado. E agora não adianta se esconder. Este remédio que Aécio deve ter tomado por indicação de Marina Silva – outra desaparecida – não vai resolver o problema.

A hipocrisia de um homem se mede pela moral que um dia, injustamente, ele tentou impor a outrem. Mergulhado nas sombras deste governo golpista, Aécio terá mais uma mácula em seu currículo. Não escapará do julgamento da história e muito menos das delações que se seguem, agora sem pressão alguma e por boa vontade dos delatores. Chegará o dia em que as respostas prontas para as citações não surtirão mais efeito. Este tempo há de chegar. E se esconder não resolverá a situação.

6 Comentários

  • È brincadeira como ainda tem gente comentando isso desse artigo, como conseguem dizer tantas asneiras e não enxergam nem o umbigo ,será q.,vcs., não enenderam ainda q., o q. Lula e dilma querem e estão fazendo é expor a nação td., de quanto se tem de ladrões e corruptos em Brasilia e dentro das estatais e outras e q., estão ali só se locupletando as burras e ainda tem gente q., não quer admitir e nem ver credo , e agora ainda na camera tão querendo a mando de outro ladrão(SERRA) fazer da petrobras a casa dos ladrões lá de fora eu hein -sabem vão é vender o país de novo ao poder financeiro internacional como estavm antes de lula é isso q., vão fazer e aí meu povinho vão ver como a cobra vai fumar de novo –vão acreditem nessa corja da elite q., vinha e vem mamando na nação desde o Imperio vão …

  • Milhões de pessoas foram às ruas contra o PT, Dilma e Lula. Mas a imprensa precisa criticar os tucanos para parecer imparcial. Se alguns criticaram Geraldo Alckmin e Aécio, muitos outros os apoiaram por participarem do ato como cidadãos. O desgaste que o PT trouxe à classe política acabou afetando todos. Mesmo aqueles que nunca se envolveram em casos de corrupção, como o governador Alckmin.

Deixe um Comentário!