Notícias

Maia defende liberação de cassinos e bingos

Maia defende liberação de cassinos e bingos

Maia defende liberação de cassinos e bingos – Foto: Flávio Soares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia, defendeu a votação de medida para liberação de cassinos e bingos.

Como as coisas estão confluindo em Brasília, não é mesmo nobres amigos?

Do G1:


Rodrigo Maia defende liberação de cassinos e bingos no RJ e em SP

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu em entrevista ao G1 votar neste ano proposta com mecanismos de “regulação forte” para liberar cassinos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na avaliação dele, não haverá interesse de investidores se a liberação de jogos de azar se restringir a áreas remotas do país.

Várias propostas, entre as quais algumas que limitam a exploração de jogos de azar a estados distantes dos principais centros urbanos, tramitam em uma comissão especial da Câmara.

Para Rodrigo Maia, é possível concluir a análise no colegiado e aprovar um texto no plenário ainda neste ano. Ele ressaltou, porém, que não vai permitir uma proposta que signifique que “liberou geral”.

“No Rio de Janeiro, depois da Olimpíada, você vai ter muito espaço que vai precisar ser organizado de outra forma porque ficará capacidade ociosa da rede hoteleira. O interesse primeiro do investidor estrangeiro é Rio e São Paulo. Temos que falar a verdade. É um setor que pode gerar muita arrecadação para o governo”, afirmou.

(…)


[color-box color=”white”]NP

 

 

Em tempo: Nos idos de abril de 2009, a divulgação de gravações foi o principal indício da queda do senador Demóstenes Torres. Michel Temer, naquela oportunidade, era presidente da Câmara. Torres foi surpreendido falando com Carlinhos Cachoeira sobre o projeto de liberação dos jogos de azar:

Cachoeira diz: “Aquele negócio que eu pedi pra você olhar lá. Já chegaram lá? Aquela lei do Maguito [Vilela]?”

Demóstenes responde: “Já chegaram lá. Ela está na Câmara…”

Cachoeira: Pois é, você tinha que trabalhar isso aí com o Michel [Temer], né? Para por em votação…

Demóstenes: Lá isso passa por votação simbólica. Como passou no Senado.

Hoje Temer é presidente interino, tem o presidente da Câmara e do Senado; e vai atender àquele pedido de Cachoeira feito a Demóstenes. Lembram-se do Cachoeira que foi preso pela Lava Jato, esbanjando um sorriso brilhante enquanto era conduzido pela PF? Pois é ele! [/color-box]

Deixe um Comentário!