Mídia Notícias

Greenwald: Datafolha quis legitimar Temer

Greenwald: Datafolha quis legitimar Temer

Greenwald: Datafolha quis legitimar Temer: Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images

O jornalista Glenn Greenwald publicou artigo em que ressalta o sumiço das pesquisas de opinião e os últimos resultados do Datafolha que claramente beneficiaram Temer, o interino.

O jornalista Glenn Greenwald chamou atenção para o fato de que a última grande pesquisa ocorreu há três meses; há dois Temer ocupa a presidência da República interinamente. E só agora o Datafolha divulga uma pesquisa em que os resultados são gritantes em favorecimento ao presidente interino. Greenwald relata que a Folha de S.Paulo anunciou uma manchete retratando que metade da população agora quer a permanência de temer até o final do mandato de Dilma, o que aconteceria em 2018.

Com a votação final impeachment iminente, Greenwald ressalta um achado extremamente significativo: 50% dos brasileiros acha que é melhor para o país se Temer terminar o mandato de Dilma. A Folha alegou que apenas 4% disseram que não querem nem Dilma nem Temer, enquanto apenas 3 por cento querem novas eleições.

Greenwald afirmou que alguns sites de esquerda denunciaram esta última pesquisa da Folha como uma “fraude estatística”; para ele é inconcebível que o percentual de brasileiros favoráveis a novas eleições caiu de 60% em abril para 3% agora, enquanto a percentagem querendo a permanência de Temer como presidente disparou de 8% a 50%.

Greenwald elucida que a razão pela qual apenas 3% dos brasileiros disseram que querem novas eleições, e apenas 4% disseram que não querem nem Dilma nem Temer para permanecer como presidente, é porque a pergunta da enquete excluiu estas opções. Como o jornalista Alex Cuadros observou hoje, a questão real que foi feita só deu aos entrevistados duas opções: ou (1) Dilma retorna ou (2) Temer permanece até 2018.

Pergunta 13: “Na sua opinião, o que seria melhor para o país:? Que Dilma retorna à presidência, ou Michel Temer continua no termo até 2018”

Pergunta 13: “Na sua opinião, o que seria melhor para o país:? Que Dilma retorna à presidência, ou Michel Temer continua no termo até 2018”

Então, claramente, 50% dos brasileiros não disseram que seria melhor para o país se Temer continuasse para completar o mandato de Dilma até 2018: eles só disseram que seria a melhor escolha, se a única alternativa fosse que Dilma retornasse

Além disso, claramente não é o caso que apenas 3% dos brasileiros querem novas eleições, uma vez que eles não foram convidados a dar essa opinião. O que aconteceu foi que 3% dos entrevistados fugiram do planejado pela pesquisa e deram espontaneamente essa opção.

Para o jornalista, ao limitar falsamente a questão a apenas duas opções, a Folha garantiu que os resultados seriam totalmente distorcidos.

2 Comentários

  • Ao Sr. Glenn Greenwald ou a quem interessar,

    Se há suspeição sobre resultados de pesquisas o certo, o adequado e o legalmente recomendado é oferecer denúncia ao Conselho Regional de Estatística da região onde está sediado o responsável pela pesquisa.

    Isso deve ser feito antes de alardear julgamentos baseados em análises, pois se um lado introduziu viés a suspeita sobre o outro lado também cabe. Quem pode dirimir essas dúvidas é o órgão legalmente instituído para tal finalidade.

Deixe um Comentário!