Notícias

Temer foge de transmissões ao vivo

Temer foge de transmissões ao vivo

Temer foge de transmissões ao vivo – Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente interino Michel Temer suspendeu as transmissões ao vivo em eventos fora de Brasília. A desculpa é o alto preço das transmissões.

Da Agência Brasil:


Temer suspende transmissão ao vivo de eventos oficiais fora de Brasília

Em meio ao cenário de ajuste fiscal, o presidente da República interino, Michel Temer, decidiu suspender as transmissões ao vivo de eventos oficiais fora de Brasília que tenham participação presidencial. As transmissões eram feitas pela TV NBR, veículo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que tem contrato de prestação de serviços com a Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República.

De acordo com o Palácio do Planalto, o custo médio de transmissão via satélite de cada evento fora da capital do país, com aproximadamente duas horas de duração, é de R$ 300 mil.

Desde que assumiu o governo, em 12 de maio deste ano, quando o Senado aprovou a admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, Temer participou de duas cerimônias fora de Brasília e, nas duas não houve, como era praxe, transmissão ao vivo pela TV NBR.

[color-box color=”white”]NP

 

 

Observem os amigos e amigas navegantes que o Temer esboçou um tour pelo Brasil para angariar apoio a favor do impeachment e sequer saiu do eixo Brasília-Sudeste. Ele não ousa pisar no Nordeste, onde certamente será hostilizado.

Suspender as transmissões ao vivo de eventos oficiais fora de Brasília é matar dois coelhos com uma só cajadada: é o desmonte da EBC através da TV NBR, que faz as transmissões, e é a possibilidade de fugir de transmissões ao vivo para não mostrar que a sua popularidade é tão rasteira quanto o chão.

Dado a mesquinharias, Temer tenta mostrar com manobras que tem apoio popular. Ele não só não tem apoio popular como não inspira confiança nos brasileiros. Quem diabos vai confiar em alguém que se reúne a portas fechadas com um sujeito da estirpe de Eduardo Cunha? [/color-box]

2 Comentários

Deixe um Comentário!