Notícias

Serra presenteia R.R. Soares com passaporte diplomático

Serra presenteia R.R. Soares com passaporte diplomático

Serra presenteia R.R. Soares com passaporte diplomático – Foto: Reprodução

O ministro das Relações Exteriores do governo Temer, José Serra, presenteou o pastor R.R. Soares e a sua mulher com passaporte diplomático.

No Uol:


Serra concede passaportes diplomáticos ao pastor R.R. Soares

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, concedeu nesta quarta-feira (29) dois passaportes diplomáticos ao pastor R. R. Soares e a sua mulher, Maria Magdalena Ribeiro Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus.

De acordo com a portaria publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, a solicitação foi feita em nome da igreja no dia 16 de junho deste ano. Cada passaporte diplomático tem validade de três anos.

O documento é “concedido a diplomatas ou a cidadãos brasileiros que, de alguma forma, desempenhem funções de representação do país”, afirma o governo.

Em janeiro de 2013, o Ministério das Relações Exteriores, sob o comando de Antônio Patriota, já havia concedido os passaportes especiais para o casal “em caráter de excepcionalidade”. Questionado pela reportagem sobre o motivo da nova concessão, o ministério disse que “responderá com a maior brevidade possível”.

Suspeito

Com menos de uma semana no cargo em maio deste ano, Serra concedeu o mesmo benefício para o pastor Samuel Ferreira e a mulher Keila, também pastora, da Assembleia de Deus. Ferreira é investigado na Lava Jato suspeito de lavar dinheiro de propina para Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por meio da igreja em Campinas.

Apesar da repercussão negativa do caso, a Justiça de São Paulo negou o pedido liminar para a suspensão dos passaportes diplomáticos de ambos. Foi a primeira vez, desde o começo da Lava Jato, que um investigado sem prerrogativa de foro recebe o benefício dado a autoridades.

(…)


2 Comentários

  • O trabalho de Serra é pífio na área internacional , só é bom para atentar contra os interesses nacionais, como no caso do pré -sal, e para isso fica tentando agradar `a bancada evangélica para conseguir futuros votos!

  • Caro internauta,

    Misturar política com religião é prática explosiva. Se essas religiões das últimas safras da fé (evangélicas, bíblicas, pentecostais e neopentecostais) continuarem aumentando, daqui a alguns anos, vamos repetir no Brasil, as atrocidades do islamitas do Oriente Médio. Uns explodindo outros fiéis rivais, em nome de fantasias em que piamente acreditam. O golpe contra a Dilma é apenas um pequeno sinal dessa loucura. Um abraço do Carol Majewski

Deixe um Comentário!