Blog do Mailson Ramos

Michel Temer é um Zé Ninguém

Michel Temer é um Zé Ninguém

Michel Temer é um Zé Ninguém – Foto: Beto Barata/PR

Temer é um ilustre desconhecido do brasileiro do interior; o resultado de tudo isso é um país que não sabe quem o administra. Ou quem o administra pessimamente.

Como já se sabe o presidente interino Michel Temer é pequeno e medíocre como as mesquinharias que ele se atreveu a cometer contra a presidenta Dilma e contra o país, em sua ânsia por poder; é um homem que vendeu as calças – e continua vendendo-as – por poder. Independente do fato de que consiga se estabelecer no Palácio do Planalto definitivamente com o afastamento de Dilma, Temer é um ilustre desconhecido do brasileiro, ou aquilo que chamamos de Zé Ninguém.

Estive no interior da Bahia nos últimos seis dias e notei que Temer é um ilustre desconhecido da população; não que ela o desconheça totalmente, mas o ignora como mandatário da nação. Um velho amigo disse que o país vive a frustração de não ter um político livre desta bandalheira que se tornou a política nacional. Mas acreditava ainda no ícone do Lula. Dilma foi lembrada como aquela que continua intacta diante de tanta sujeira, entretanto, já não pode governar. Mas o Temer…

A mesma ignorância que circunda o brasileiro sobre a figura de Temer agora é a mesma que um dia vimos nas multidões que pediram o impeachment: “Não sabemos quem é o sucessor da Dilma”. E a ignorância aumentava quando se dizia que não importava o nome, mas sim quem destituiria Dilma e arrancaria o PT do poder. Tem gente até hoje admirando Eduardo Cunha por ter aceitado um pedido de impeachment sem crime de responsabilidade. O resultado de tudo isso é um país que não sabe quem o administra. Ou quem o administra pessimamente.

Em duas oportunidades nesta semana Temer e aliados caíram em ato falho e admitiram o golpe. Vai chegar o momento em que o Brasil se dará conta – afinal não somos os mesmos de antigamente – que o Temer é mesmo um Zé Ninguém. Pode ser tarde demais ou cedo ainda para retirar das suas mãos o poder que usurpou por ser a bola da vez dos poderes hegemônicos. Ou vamos nos esquecer dos jatinhos esperando deputados para votar o impeachment? Ou das reuniões nada secretas com sindicatos patronais e empresários da Fiesp?

O Temer ficou conhecido sim como o presidente interino que chamou para o seu governo o Geddel Vieira Lima, conhecidíssimo dos baianos. O Temer que os nordestinos conhecem é aquele que golpeou a democracia; um homem cujas aspirações políticas não deixam dúvidas do quanto é vil e mesquinho. As notícias de que ele suspendeu a compra de comida no Palácio da Alvorada e cancelou a possibilidade de que Dilma utilize os aviões da FAB. O que se assoma à imagem de Temer hoje não são os ternos que ele utiliza e são elogiados pelos colunistas da imprensa na nativa. É que Temer é um zero à esquerda.

2 Comentários

  • Prezado Mailson,

    Novamente torno aqui para divergir de teus argumentos, isso porque nossa Exma Presidente, também era uma “Joanna Ninguém”, como disse bem o Lula ele é “quadribom” por que foi ele capaz de eleger e releger a Dilma.
    Com relação ao golpe com a pericia do senado fica claro que há motivos legais para seu afastamento, porém seu julgamento será feito por politicos sobre a ótica politica, assim sendo ela pode ter apoio para que continue Presidente.
    Tive a oportunidade de efetuar um comentário sobre este assunto da pericia em outro meio de comunicação de mesma linha editorial, segue abaixo para tua avaliação:

    Aos interessados,

    Diferente do que é anunciado na manchete “Perícia do Senado diz que Dilma não pedalou”, foi determinado a caracterização de crimes previstos na CF e caracterizados em Leis. O que a pericia determinou é que não há documento que comprove o ato incisivo da presidente, segundo a pericia do senado:

    “12. Pela análise dos dados, dos documentos e das informações relativas ao Plano Safra, não foi identificado ato comissivo da excelentíssima senhora presidente da República que tenha contribuído direta ou imediatamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos.”

    Mas como o mesmo documento no item imediatamente acima diz:

    “11. Os atrasos nos pagamentos ao Banco do Brasil constituem operação de crédito, tendo a União como devedor, o que afronta ao disposto no artigo 36 da LRF…”

    E como é responsabilidade do Presidente segundo a CF:

    “Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra:

    VI – a lei orçamentária;”

    Caracterizados na lei 1079 e Lei 10028:

    “Art. 10. São crimes de responsabilidade contra a lei orçamentária:

    9) ordenar ou autorizar, em desacordo com a lei, a realização de operação de crédito com qualquer um dos demais entes da Federação, inclusive suas entidades da administração indireta, ainda que na forma de novação, refinanciamento ou postergação de dívida contraída anteriormente; ((Incluído pela Lei nº 10.028, de 2000)”

    Que segundo a LRF:
    ” Art. 36. É proibida a operação de crédito entre uma instituição financeira estatal e o ente da Federação que a controle, na qualidade de beneficiário do empréstimo.
    Parágrafo único. O disposto no caput não proíbe instituição financeira controlada de adquirir, no mercado, títulos da dívida pública para atender investimento de seus clientes, ou títulos da dívida de emissão da União para aplicação de recursos próprios.”

    Isso sem mencionar que o dito documento afirma que a edição dos decretos foi em descomprimento com as leis orçamentarias.

    Mas como tal julgamento não é feito pelo Judiciário e sim pelo congresso, sendo um julgamento politico com otica politica se ela obtiver apoio dos congressistas ela poderá permanecer na Presidencia.

    A analise é que fica mais dificil seu apoio, pois com o argumento de golpe, ou inexistencia de crime, poderia facilitar a conversão de votos dos senadores, algo que este documento não permite.

Deixe um Comentário!